Óleos: modo de usar

À base de argan, pracaxi, pérola negra e vitaminas, eles hidratam, revitalizam e amaciam os fios. Em dez questões, resumimos a melhor forma de utilizar o produto que virou a bola da vez nos salões

 
1 Posso aplicar em todo tipo de fio?
Sim. “O banho de Óleo Elixir Ultime, Kérastase, por exemplo, pode ser usado em todos os cabelos para nutrir e intensificar os tratamentos da marca e, ainda, para reparar e selar as pontas”, diz Claudia Faria, gerente de educação da Kérastase.

2 Devo usar nos fios secos ou úmidos?
Se o objetivo for regenerar a fibra capilar e revitalizar o couro cabeludo, recomenda-se o uso no cabelo úmido, com massagem. O resultado é brilho, disciplina, emoliência, reestruturação e controle do arrepiado. Se a aplicação for feita nos fios secos, a função será reparação das pontas. Eles ficarão luminosos e livres de frizz.

3 Dá para usar o secador após passar óleo?
A gerente de educação da Kérastase explica que o Elixir Ultime, por exemplo, não é um produto termoativado, porém ele pode ser aplicado para escovação. “Será uma forma de proteger o cabelo da ação do secador”, diz a especialista.

4 Ele faz o papel de finalizador?
Sim, pode ser usado para dar acabamento à escova. Nesse caso, o óleo age reparando as pontas duplas do cabelo e dando mais brilho.

5 Dá para aplicar como pré-xampu?
Sim. Porém, o óleo acabará perdendo sua função, porque será removido pelo xampu. “Em um cabelo extremamente poroso pode ocorrer a penetração”, observa Nani Leite, técnica da Mac Paul. Ela explica que se a aplicação for feita antes da lavagem, a sujeira funcionará como uma barreira na absorção do produto, o que compromete sua eficácia. “O ideal é lavar, aplicar e secar para que as propriedades sejam aproveitadas.”

6 É permitido passar o produto na raiz?
Não. Cosméticos formulados com óleos não devem ser aplicados na raiz, pois podem deixar o couro cabeludo muito gorduroso. “Nós indicamos seu uso só no comprimento e nas pontas”, diz Talita Pinheiro, técnica da Inoar.

7 Vale usar durante o processo de alisamento? Qual seria a função do óleo?
Óleos podem ser adicionados em alisamentos, pois facilitam a aplicação da mistura, fazendo com que o produto deslize com mais facilidade sobre o fio. “Vale lembrar que eles não alteram o resultado do procedimento, pois sua ação se restringe à superfície da fibra capilar”, destaca Talita.

8 Posso misturar o produto à coloração?
Segundo Talita, da Inoar, o óleo de argan pode ser adicionado e formará um filme protetor em volta dos fios, que irá proteger a fibra capilar contra o ressecamento. “Isso hidrata e dá mais luminosidade e sedosidade”, diz.

9 Óleo pode ser usado antes da chapinha?
Sim. Pode-se passar antes da prancha. Nesse caso, ele fará o papel de um produto termoativado, que vai proteger os fios contra o calor e, ainda, acelerar o procedimento de secagem.

10 Posso juntar à máscara de hidratação?
Sim, porque, em geral, esse tipo de produto contém substâncias compatíveis com óleo. “Ele será um elemento de reforço e incrementará o resultado do tratamento”, observa a técnica da Mac Paul. Ela ressalta que o item pode ser, inclusive, aplicado em comprimento e ponta de cabelo do tipo oleoso.

HOT LIST
CONFIRA AS NOVIDADES EM PRODUTOS FORMULADOS COM ÓLEO QUE VÃO TURBINAR OS TRATAMENTOS DA CLIENTELA


1. Óleo de Tratamento, Moroccanoil – Para todos os tipos de cabelo, com óleo de argan, extraído dos frutos da Argania spinosa, árvore do Marrocos. Rico em vitaminas A, E e F, fortalece e melhora a elasticidade, além de restaurar os fios.

2. Argan Oil Home Care, Inoar – Compatível com qualquer processo químico. Com ação antifrizz e proteção térmica contra o ressecamento, lubrifica as cutículas e define os fios, e por ser rico em vitamina E, tem efeito revitalizador.

3. Elixir Ultime, Kérastase – Formulado com quatro óleos: pracaxi, vindo da Amazônia, rico em lípidios, que dão força e resistência ao cabelo; argan, que contém vitaminas A, D e E, com ação antioxidante; gérmen de milho, com ômega 6, oferece emoliência; camélia, flor da Ásia Central, fonte de ácidos graxos que amaciam os fios.

4. Nanooil, Kaedo – Com óleo de argan, atua como hidratante e rejuvenescedor capilar, protege o fio na coloração e nos processos químicos. Contém ômega 3 e 6, filtro solar e proteção térmica.

5. Oil Black Pearl, Lissé – Produto com óleo de pérola negra, encontrada na Polinésia Francesa. Rico em vitaminas A, D e E, cálcio e proteínas marinhas que têm efeito antioxidante e regenerativo. Melhora o brilho, a maciez e dá sedosidade ao cabelo.

6. K-Pak Restorative – Styling Oil, Joico – Fluido rico em óleo de argan, que atua como tratamento reconstrutor e modelador dos fios. Repara e previne os danos causados pelo sol e por processos químicos, com fórmula que une os benefícios do exclusivo complexo Quadramínico*, o complexo Quadra▀ond (com proteínas).

7. Orofluido, International Brands Brazil – Elixir sem enxágue desenvolvido com um blend de óleos de argan (rico em vitamina E, que fortalece os fios), de cípero (protege contra os radicais livres) e de linho do Mediterrâneo (que sela as cutículas e elimina o frizz, dando brilho).

8. Marrocan Oil, Mac Paul – Tratamento de reconstrução capilar. A formulação tem ação hidratante e antioxidante, que fortalece e repara os danos dos fios. Rico em fenóis, combate ainda o frizz e age como poderoso escudo contra o estresse causado pela ação do secador e da chapinha.

9. Argan Oil, Cris Dios – Indicado para todos os tipos de cabelo, o produto contém alta concentração de óleo de argan, que nessa fórmula vem combinado com óleo de linhaça. Ricos em vitamina E, os dois ativos evitam o envelhecimento da fibra capilar causado por químicas e fatores externos. As substâncias também contam com propriedades emolientes, umectantes e hidratantes.

Lilian Rossetti

publicidade
publicidade