ic_hist.jpg (50318 bytes)

Durante séculos, a região onde fica hoje Campo Grande foi habitada por índios, com maior influência do tronco guarani.

Percorrida vez ou outra por desbravadores em busca de riquezas, só começou a ser ocupada economicamente com a introdução da pecuária, após a Guerra do Paraguai.

A cidade nasceu em 1875, com a chegada do mineiro José Antonio Pereira, que com a família e alguns amigos veio para cá em busca das terras boas de que davam notícia tropeiros que por aqui passaram.

Em pouco tempo o vilarejo floresceu, tornando-se ponto de referência da Cia.Mate Laranjeira, que no final do século 19 dominou a economia do extremo sul da antiga província de Matto Grosso.

No começo deste século a cidade contava cerca de 1200 habitantes em quase duzentas casas.

A chegada da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil em 1914, que ligou São Paulo a Corumbá, passando por Bauru e Campo Grande, trouxe também os imigrantes, principalmente libaneses, árabes, armênios e japoneses, que impulsionaram o comércio e a agricultura locais.

Nos anos vinte dá se a definição da estrutura urbana da cidade, a instalação dos quartéis da nona região militar, a construção dos colégios salesianos para atender principalmente os filhos de fazendeiros da região; e a administração Arlindo de Andrade, que revolucionou os conceitos de modernidade até então vigentes.

Durante a revolução de 1932, o sul de Mato Grosso, liderado por Vespasiano Martins, alia-se aos constitucionalistas de São Paulo e Campo Grande passa a ser, por um breve tempo, a capital
dos revoltosos.

Nos anos quarenta e cinquenta, com o desenvolvimento da pecuária e da agricultura em toda a região,  a cidade começa a rivalizar não só politicamente, mas sobretudo economicamente, com a antiga capital do Estado, Cuiabá.

Foto: RH
relog.jpg (12894 bytes)

Nos anos sessenta e setenta Campo Grande adquire ares de grande cidade, com a construção de prédios, avenidas e novos bairros que a especulação desenfreada espalhou ao longo das grandes saídas, provocando desafios que até hoje não foram totalmente superados.

Em janeiro de 1979 instala-se em Campo Grande o primeiro governo do recém criado Estado de Mato Grosso do Sul. A nova capital recebe, com isso,  novo

impulso demográfico e econômico, mas o setor que mais cresce é o de prestação de serviços.

Hoje com cerca de 700 mil habitantes, Campo Grande firma-se como um dos mais importantes polos econômicos  e de serviços do interior do continente.

Capital de um dos estados com menor densidade populacional, Campo Grande tem nisso um grande desafio e, ao mesmo tempo, uma grande vantagem em relação a outras regiões mais exploradas.
Qualidade de vida.