Pontualidade de pagamento das pequenas empresas cai pelo 3º mês seguido, diz Serasa

20-06-2011

A pontualidade de pagamento das micro e pequenas empresas recuou para 94,5% em maio de 2011, vindo de 94,6% no mês imediatamente anterior. Isto significa que, durante o mês passado, a cada 1.000 pagamentos realizados, 945 foram quitados à vista ou com atraso máximo de sete dias.

Na comparação com o mesmo mês do ano passado (maio/2010), a pontualidade de pagamentos recuou 0,7 ponto percentual (em maio de 2010 a pontualidade havia sido de 95,2%), perfazendo a terceira queda interanual consecutiva do indicador.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a alta dos juros e o consequente aperto nas condições de crédito estão produzindo efeitos adversos sobre o custo financeiro e o caixa das micro e pequenas empresas, afetando negativamente a pontualidade de pagamentos junto aos seus credores, financeiros e operacionais.

Em maio/11 as maiores quedas interanuais (em comparação a maio de 2010) na pontualidade de pagamentos ocorreram nas micro e pequenas empresas industriais (recuo de 0,8 ponto percentual) e de serviços (queda de 1,4 ponto percentual). Já nas micro empresas do setor comercial houve recuo anual de 0,2 ponto na pontualidade de pagamento em maio/11.

Tal resultado foi motivado pelas boas vendas do Dia das Mães neste ano de 2011, contribuindo para melhorar a geração de caixa das micro e pequenas empresas varejistas no mês passado neutralizando, ainda que parcialmente, as maiores pressões dos custos financeiros.

O valor médio dos pagamentos efetuados pontualmente pelas micros e pequenas empresas durante o mês de maio atingiu R$ 1.741,55, subindo 6,1% em relação ao verificado no mês imediatamente anterior (abril/11). No acumulado dos primeiros cinco meses de 2011, em relação ao mesmo período do ano passado, o valor médio dos pagamentos pontuais elevou-se em 3,4% (R$ 1.550,42 contra R$ 1.499,84).

Links úteis aos usuários

Clique aqui e compare preços de produtos e serviços de gerador

Clique aqui e compare preços de centenas de produtos

Matérias relacionadas

- Vendas de veículos cresceram 1,28% na primeira metade de junho

- Dezessete estados têm mais de uma linha de celular habilitada por pessoa no país

- Comércio com a China pode crescer até 50% este ano, estima presidente da câmara bilaterala

- Empresários da construção estão menos otimistas, diz SindusCon-SP

- Aluguel novo subiu 1,2% na Capital paulista em maio, o menor índice em três meses

- Inadimplência com cheques se mantém em patamar elevado, diz Serasa


Leia também outras matérias da seção Pesquisas:

- CANAL EXECUTIVO possui serviço de pesquisa sob encomenda

- Vagas para executivos cresceram 30% em maio ante abril

- Estudo comprova elo entre abandono escolar e criminalidade

- Ritmo de contratação no Brasil deve continuar acelerado

- Poli e MIT criam sistema para filtrar óleo de cozinha usado

- Menos da metade das empresas tem gerenciamento de risco

- Maioria quer atendimento mais rápido no setor de serviços

- Pessoas com deficiência estão insatisfeitas com cargos atuais

- Apagão da mão de obra preocupa 86% dos executivos

- Brasileiros não se sentem preparados para aposentadoria

- 53% dos jovens querem mudar de emprego nos próximos 6 meses

- Estudo avalia uso das redes sociais por executivos

- Estudo detalha políticas de contratação em 2011

- Maioria se sente mais produtiva longe do escritório

- Trabalho flexível deixa de ser exceção para ser norma

Clique Aqui e Veja Mais Pesquisas
Leia Todas as Últimas Notícias