De Sao Paulo a Belem

(Rio Negro e Solimoes)


Hot tip:You can sing this song with a PC karaoke player!
With Microke you can sing Rio Negro e Solimoes songs and much more
See www.microke.com for details.

Lyric:

Deu um arrocho no peito
eu fiquei apavorado
São Paulo ficou pequeno
o, lugarzinho abafado
Peguei a via Anhanguera
e a coisa ficou pior
quando passei em Campinas
dava pena, dava dó
No trevo de Americana
pensei: não vou aguentar
de Limeira até Araras
fui chorando sem parar
numa parada em Leme
dei um alô à platéia
foi lá em Pirassununga
que eu tive uma boa idéia
de parar em Ribeirão
tomar um chopp gelado
de lá eu passei em Franca
comprei uma bota invocada
e na festa de Barretos
cheguei muito apaixonado
A saudade é um prego
coração é um martelo
fere o peito e dói na alma
e vai virando flagelo
a saudade é um prego
coração é um martelo
fere o peito e dói na alma
e vai virando flagelo
A saudade é um prego
coração é um martelo
fere o peito e dói na alma
e vai virando flagelo
a saudade é um prego
coração é um martelo
fere o peito e dói na alma
e vai virando flagelo
De Uberaba a Uberlândia
fui contemplando a beleza
dando um tapa na saudade
ouvindo moda sertaneja
cidade de Araguari
do meu pranto ela é prova
fui curar minha ressaca
nas águas de Caldas Novas
tem coisas que a gente pensa
coração fica doente
pensei na lua-de-mel
na Pousada do Rio Quente
e no trevo de Morrinhos
chorando igual criança
de encontrá-la em Goiânia
eu vou cheio de esperança
e se na linha Goiânia
eu não encontrar ninguém
amanhã bem cedo eu sigo
com destino a Belém
Vou até o fim do mundo
mas quero encontrar meu bem
A saudade é um prego
coração é um martelo
fere o peito e dói na alma
e vai virando flagelo
a saudade é um prego
coração é um martelo
fere o peito e dói na alma
e vai virando flagelo
A saudade é um prego
coração é um martelo
fere o peito e dói na alma
e vai virando flagelo
a saudade é um prego
coração é um martelo
fere o peito e dói na alma
e vai virando flagelo
A saudade é um prego
coração é um martelo
fere o peito e dói na alma
e vai virando flagelo
a saudade é um prego
coração é um martelo
fere o peito e dói na alma
e vai virando flagelo