01-12-2007
Enviado por: Carol Collin
NADA É O QUE PARECE
O dia estava lentamente se descobrindo quando o abrupto som do jornal contra a parede me tirou de um sono profundo.
Ao me levantar, ainda que sonolento dei de cara com a porta. Abaixe-me um pouco mais e percebi que a porta não estava onde deveria. Levantei-me, chacoalhei a cabeça e olhei a minha volta... ÃH? Será possível, onde estou? Paredes rosa? E esta rua, este carro? Deve ser o sono.
Apanhei o jornal.
Entrei e comecei a achar que era um pesadelo. Onde estaria Vander?E o barulho... Todo esse silêncio não lhe é de costume. Ao andar por entre os cômodos era tomado por arrepios que me subiam ate os últimos fios de minha cabeça, nada era como antes!
Comecei então a levantar hipóteses como abdução, seqüestro, ou será uma pegadinha... FAMÍLIA!Onde estão as câmeras?...Mas não passaram de suposições. Não sabia onde estava, que casa era aquela, será que fui abandonado em meio ao nada... E nem um bilhete ou alguém pra me receber?? Cínicos! E eu que sempre me achei o queridinho. Até que um carro chegou. Rapidamente me escondi atrás do sofá e fiquei em profundo silêncio, mas isso não bastou. Como por mágica uma velha senhora pegou-me por trás (era só o que me faltava!). Ó, DEUS! Gritei, me debati,pedi por socorro (forte essa senhora, hein!), usei todas as forças que me restavam e ela insistentemente me pedia para ter calma... Como se isso fosse possível!
Percebi então que era meu fim. Ela me amordaçou e me levou em direção a um quartinho escuro onde me prendeu. Já não sabia se o que mais me abatia era a situação ou a mágoa que sentia deles.
Foi aí que não mais resisti. Pensei em nossos bons momentos e fechei os olhos.
Dei um pulo quando ouvi:

- Mãe, não! A senhora está louca? O que está fazendo? Tire-o já daí!!!
Abri meus olhos e mal pude acreditar... Eram eles!

-Venha aqui Fred, não se assuste, nós já vamos para casa.
Se eu não estivesse em seu colo, flutuaria de felicidade!!!

-Bom menino! Não achei que você fosse ficar tão assustado. Dá próxima te deixo no canil, hein!



  20-07-2007
Enviado por: Leonardo Castelo Branco
Para o Aboboral - Vândalo do século 21: ' Parei de pichar por causa do aquecimento global.'

  16-07-2007
Enviado por: Carmen Perez
Outro dia dei uma lida na crônica "50 coisas para se fazer numa fila de banco" e, como caixa de banco, fiquei extremamente irritada.
Gostaria de saber se vc já foi ou tem alguém na família que seja bancário.
(NÃO, CARMEN, NENHUM BANCÁRIO NA FAMÍLIA. AGORA, POR QUE A IRRITAÇÃO? QUEM TEM QUE FICAR IRRITADO É QUEM É OBRIGADO A FICAR NA FILA, POIS NÃO?)


  06-07-2007
Enviado por: Alessandra de Olivera Moraes
Me desculpe por este comentário mas isso é uma merda.
(ME DESCULPE POR ESTE COMENTÁRIO, MAS VOCÊ É UMA BELEZA DE PESSOA).

  07-06-2007
Enviado por: Eu
Cara vc é o máximo, abri sua página e te adorei, é de pessoa assim como vc que estamos precisando, não só para alegrar o nosso dia, mas para tb encantar os nossos olhos, pois vc é lindo.
Bjs.
Eu

  07-06-2007
Enviado por: Ana Maria Torrubia
Você está em todo lugar.
Achei o BDL por um acaso e me apaixonei perdidamente por seus textos. Sua coluna na Caros Amigos é demais, seu livro, esse site. Tudo dez!
(APAREÇA, ANA MARIA, A CASA É SUA)

  07-06-2007
Enviado por: João Matias
Castelo, uma simples contribuição pro seu Aboboral: "No Brasil, chavista trabalha com fechaduras."
"Na Venezuela, Chavez faz o chavista. No Brasil, o chavista faz chaves."
Abraço!

  17-05-2007
Enviado por: Roberta
Eu sempre acessava seu site e morria de rir, mas acho que vc passou do limite de onde pode ir ao ridicularizar o Papa, religião não é tema de piada, mandou muito mal!
Não rola mais vir aqui.E pode acreditar que muitos não gostaram.
(QUE PENA. VAI COM DEUS, ROBERTA)

  17-05-2007
Enviado por: Elilde Lima
Voce é um gênio, sinceramente fila de banco é foda!
Beijos.. da sua fã nº 01.

  17-05-2007
Enviado por: André Luís Furtado Rivello
estou aqui para agradecer estes momentos de alegria que me proporcinou lendo ,o que voçe pode fazer nu
ma fila de banco, eu adorei,pois estava precisando rir,muiyo bom mesmo,valeu,e descupe pelos erros aqui cometido,um grande abraço.



 
 
Veja também:

Crônicas
O Caseiro do Presidente
Aboboral
Limeriques e Casteliques
Letras
Privadas do Mundo
Nestor & Laika
E-mails dos Leitores

Castelorama - Home page

Fale com Castelo

 
 

Crônicas  O Caseiro do Presidente  Aboboral  Limeriques e Casteliques  Letras  Privadas do Mundo  Fale com Castelo