30-11-1999
CONCHETA

(Carlos Melo / Cassiano Roda)

Querida Concheta
stô a te ligare
Pra te convidare
pra mangiare con me
Comê unas brachola
queijo provolone
E na radiola
a Rita Pavone
Despois unas pizza
tipo Califórnia
Tute mezza a mezza
ma che bruta esbórnia

Recitativo:

Concheta, vita mia, ricorda quela note, en que nói fumo lá no ristorante do Grupo Sérgio, i ocê falô per me; sua putana, corna mansa, maledeta, disgraciata, ocê falô per me: fachiamo l'amore, fachiamo l'amore lá no meu beliche, e io te diche: má logo agora que io misturei cocomero com aliche, você vem me falá di amore? Di séquiço? Mai io tô com una bruta dolore no duodeno, i ocê falô per me: vá, vá! Má me toma un sár de fruta Eno! E a dolore, Concheta, a dolore foi aumentando, a dolore foi aumentando, aumentando... e io gritei pro garçon:

Chega de espaguetti
suspende a escarola!
Leva o capeletti
tira o gorgonzola!
Traz un sár de fruta
Dio, tutaméia!
Questa pastaciutta
me deu diarréia!!!

 
 
Veja também:

Crônicas
O Caseiro do Presidente
Aboboral
Limeriques e Casteliques
Letras
Privadas do Mundo
Nestor & Laika
E-mails dos Leitores

Castelorama - Home page

Fale com Castelo

 
 

Crônicas  O Caseiro do Presidente  Aboboral  Limeriques e Casteliques  Letras  Privadas do Mundo  Fale com Castelo