30-11-1999
FUNK DO BILAU

(Carlos Melo / Laert Sarrumor)

refrão: Au, au, au!
Cortaram meu bilau!

A mulher de hoje em dia
Também quer ter um bilau
Pois bem sabe que com ele
Melhora o seu know - how
Isso é coisa de maluco
Um negócio anormal
Mulher nasceu da costela
Não de um pedaço de pau

refrão...

Mandei fazer uma camisinha
Com proteção especial
Toda feita de amianto
E folheada de metal
Carrego um balde de gelo
Não importa o local
Se cortarem meu bimbinho
Levo logo pro hospital

refrão...

E se eu vejo uma faca
Fico fora do normal
Protejo meu bingulim
Saio fora do punhal
Eu não sou bobo nem nada
Fujo sem deixar sinal
Quero o meu peru sadio
Pra brincar o carnaval

 
 
Veja também:

Crônicas
O Caseiro do Presidente
Aboboral
Limeriques e Casteliques
Letras
Privadas do Mundo
Nestor & Laika
E-mails dos Leitores

Castelorama - Home page

Fale com Castelo

 
 

Crônicas  O Caseiro do Presidente  Aboboral  Limeriques e Casteliques  Letras  Privadas do Mundo  Fale com Castelo