Os assuntos são os mais variados. Saúde, beleza, comportamento, sexo,
moda, arte, esporte, gastronomia, astral, carreira, família, decoração etc...
Tudo vale, quando quem fala, é gente muito bacana!










A magia do perfume

Eurico Mazzini, bem italiano, nasceu em uma fazenda no interior de São Paulo e de sua infância trouxe a lembrança dos cheiros da terra, da umidade, do mato e das madeiras. De lá, também, o desejo de torna-se agrônomo ou piloto – para olhar a mesma terra lááá de cima. Mas a vida levou-o por outros caminhos e formou-se em Química que o levou a trabalhar na Casa de Fragrâncias Quest, em sua cidade natal, Vinhedo. Após dez anos de treinamento, Eurico tornou-se perfumista, viveu em Londres por três anos e passou, depois, algum tempo na Ásia: Índia, China, Indonésia. Essas experiências de vida marcaram profundamente sua maneira de criar. Desde 2000, trabalha para Firmenich, empresa suíça há 50 anos no Brasil, uma das mais famosas no segmento, que criam muitos dos perfumes que amamos. Entre as várias criações de Eurico, estão os perfumes Tarsila, de O Boticário; Breeze Violeta, da Avon; Pur Blanca Noite, da Avon; Sr. N, da Natura. Foi ele quem deu, a nós, privilegiados seis jornalistas, uma aula extremamente clara, objetiva e divertida sobre perfumes. Pra você entender um pouquinho mais sobre essa maravilhosa alquimia, aqui está o que aprendemos. Com certeza, vai ajudá-la na compra e escolha de seus próximos perfumes.

Saber criar um perfume deve ser fascinante. A primeira coisa a entender é que a fórmula de um perfume tem, digamos assim, três partes. É fácil compreender o conceito, você vai ver, mas confesso que é difícil perceber ou reconhecer os aromas exatos que essas partes contêm, pois todos eles se unem no final, criando um aroma especial e único. Com muito treino chega-se lá. Eurico nos deu uma aula – prática! – de aromas e como eles se "alocam" em cada uma dessas partes de uma fórmula. Foi apaixonante e muito divertido. Nós, leigos, sabemos reconhecer um perfume doce, um seco, um floral, um amadeirado. Mas a composição de um perfume tem muuuuito mais do que isso, é bem mais complexa e, entender como funciona, é um barato.

A estrutura de um perfume é composta por três partes – representadas facilmente por uma pirâmide – que são chamadas de notas. São elas:

* NOTAS DE FUNDO ¬– são aquelas da base da composição para onde vão os aromas mais fortes, consistentes, pesados. São os que têm maior poder de fixação (de duração), ou seja, depois de um bom tempo são eles que se evidenciam.

* NOTAS DE CORPO OU CORAÇÃO – são as do meio da composição para onde vão aromas mais "gentis", mais equilibrados. Essas notas duram bem menos que as notas de fundo, ou seja, depois de um certo tempo elas desaparecem.

* NOTAS DE CABEÇA – são as do topo da pirâmide, as que, quando você abre o frasco, sente na hora. É o momento em que a gente diz gosto ou não gosto. Por isso é interessante deixar passar um tempinho após a aplicação para sentir o perfume "se abrir".

Podemos dizer que os aromas entram na pirâmide de acordo com a volatilidade do ingrediente. Quanto mais volátil, mais para o topo da fórmula – e será essa a primeira impressão que você terá ao abrir o frasco.

É importante entender que o perfume não se modifica completamente após algumas horas de aplicado. Claro que ele mantém sua estrutura e seu aroma, pois ele é o resultado da mistura de todas essas notas, essa é a alquimia. Mas existe, sim, depois de várias horas, uma ligeira mudança, quase imperceptível – são as notas de fundo, os ingredientes que evaporam menos, que permanecem.
Vale lembrar que os perfumes duram mais em peles oleosas e nas partes do corpo que contêm dobras.

Agora, o mais bacana é saber quais tipos de aromas (são muitos!) que, em geral, vão em cada uma das partes, isto é, os que formam as notas de fundo, de coração e de cabeça. Cheiramos vários deles. Alguns, deu até pra adivinhar quais eram (pelo menos de que família), outros, errei feio, e outros, quase não suportei. Existem os naturais, extraídos na natureza, e os sintéticos, criados em laboratório (em geral, a partir do aroma natural). Vamos lá.

ANIMAL
Musk, ou almíscar – feito da secreção de uma glândula do veado. É forte, é másculo. Hoje em dia, somente é usado o sintético. Esse aroma vai na base, nas notas de fundo.

Âmbar – é sintético. Originalmente extraído do intestino do cachalote (uma espécie de baleia), com odor meio almiscarado, meio amadeirado. Portanto, esse aroma vai na base, nas notas de fundo.

Civet– Proibido hoje em dia, o aroma era extraído da glândula sexual do civeta, um gato selvagem que vive na África e na Índia. Um odor fecal, com extraordinário poder de fixação e sensualidade (você não sabia que a perfumaria tinha dessas coisas!). Portanto, esse aroma, hoje sintético, vai na base, nas notas de fundo.

ALDEHYDIC
São os cheiros metálicos (de alumínio) de origem totalmente química. Como dizem os entendidos, dá um certo brilho ao perfume. Esse eu não gostei e fiquei pasma quando soube que o Channel nº 5, que eu amo, ficou famoso por ter esse componente na sua fórmula. Chanel nº 5 é o perfume mais vendido no mundo, nenhum outro, até hoje, ultrapassou o de madame Coco Chanel. Esse aroma vai no meio, nas notas de corpo e algumas vezes, no topo, nas notas de cabeça. Os aldehidics são agressivos, mas quase não aparecem.

SPICY
São os aromas apimentados. Cheiramos: pimenta, gengibre, canela e cravo. Esses foram fáceis de perceber. Esses aromas, em geral, vão no meio, nas notas de corpo.

WOODY
São os aromas da madeira. Sândalo, cipreste, patchouli, pinho, vetiver (que eu a-do-ro!), cedro. Esses aromas vão na base, nas notas de fundo.

HERBAL
São os aromas das ervas. Cominho, artemisia, camomila, menta, anis e lavanda (a mais popular, fácil de identificar!). A lavanda é moída junto com o arbusto, por isso traz um ligeiro traço de madeira. Alguns desses aromas podem estar no meio, como notas de corpo e podem estar no topo, como notas de cabeça.

FRUITY
São os aromas das frutas tropicais. Maçã, abacaxi, pêra, frutas vermelhas, pêssego. Todo o cheiro vem das cascas. Detalhe: são sintéticos. Esses aromas, em geral, vão no meio, nas notas de corpo. Dentro desse grupo as frutas cítricas são as mais voláteis de todas. Sempre extraídos das cascas: laranja, bergamota, limão, lima. Esses aromas vão no topo, nas notas de cabeça.

VERDES
Aromas também leves e voláteis. A sensação do cheiro é de folhas amassadas, grama cortada e não de terra. Esses aromas são utilizados para puxar os aromas de baixo, das notas de corpo para a saída.

WATERY
Os aromas que têm uma saída aquosa, dão a sensação, a noção de espaço, de oxigênio. São: melão, melancia. Esses aromas vão no topo, nas notas de cabeça.

FLORAIS
São os aromas mais conhecidos, mais populares, mais identificáveis. Rosa, jasmim, mugue. Esses aromas vão no topo, nas notas de cabeça.

____________________________________________________________

Se você tiver oportunidade, experimente descobrir as notas de alguns exemplos de composição de perfumes (abaixo) criados pela Firmenich. Lembre-se sempre de que os aromas podem ser naturais ou sintéticos.

Flower By Kenzo
Notas de cabeça: cassis, hawthorn (da família das rosas)
Notas de corpo ou coração: rosa búlgara, jasmim, violeta de parma.
Notas de base: baunilha, musk branco, resina

CK One – Calvin Klein
Notas de cabeça: bergamota, limão, mandarina e notas verdes.
Notas de corpo ou coração: jasmim, lírio do vale, rosa e íris.
Notas de base: cedro, sândalo, âmbar e musgo de carvalho.

Hypinôse – Lancôme
Notas de cabeça: passion flower.
Notas de corpo ou coração: jasmim sambac, notas solares.
Notas de base: vetiver e baunilha.

Rhea – O Boticáirio
Notas de cabeça: crocus flower, pimenta rosa, hedione hc
Notas de corpo ou coração: violeta, íris, rosa guardiã das videiras NP, rosemuscat NP, infusão de rosas Natural, noz-moscada.
Notas de base: patchouli, cedro rosa, sândalo, musgo cristal, praline, madeira bois de land, âmbar, ocre musk firmenich, musk branco, baunilha.

Tomorrow – Avon
Notas de cabeça: notas vibrantes de pêssego, framboesa e patchouli.
Notas de corpo ou coração: jasmim indiano, violeta africana, flor de laranjeira.
Notas de base: acordes de âmbar, madeiras nobres, musk e sândalo.

Alguns nomes são estranhos, as essências são inúmeras – variando nomes, qualidades e lugares –, e outras muito familiares. Atenha-se a essas e tente descobrir a magia dos perfumes. É fascinante.


Veja também:






Aqui você manda sugestões, faz críticas, perguntas e lê as respostas aos e-mails.


Vou adorar saber um pouco sobre você. Um beijo e obrigada!

 



|  quem sou eu   |   arquivo rádio   |   gente bacana   |   notas   |   o que há de novo   |   beleza & moda   |   45 +   |   adoro fotos!   |   fale comigo   |
©Copyright 2003. Todos os direitos reservados.