4 maneiras de playtear a eternidade

Eder Santos, dirigindo uma equipe afinada e a sensivel fotografia de Evandro Rogers, se mostra interessado pela realidade social, ao aprender e traduzir com imagens e humor os principais temas oriundos do contato do sujeito com o coletivo.
Em parceria com Sandra Penna, incorpora a poesia como imagem. O poema como letra, litoral, limite entre a imagem e o dito.
Em "4 maneiras de playtear a eternidade", Eder aborda temas complexos: identidade, memória e a sexualidade.

                                                                                                                                   Hélio Lauar

Máquina de reflexão 6.8 com IR 5.0 M



Criação: Eder Santos
Materiais e equipamentos:


- Máquina de Reflexão
- 1 Projetor (com 600 ansi-lumen)
- 1 DCD player (Compatível com VCD)
Produção: Emvideo
Descrição: Esta vídeo instalação coloca
Espectador posicionado
Em frente a seu espelho-imagem
Aprisionado em frente a sua projeção-reflexão



Vou pesar na sua vida 

Como um vaso de flor

De mil mil maravilhas

Novecentas magnólias lindas

Oitocentas margaridas lindas

Setecentas tulipas lindas

Seiscentas violetas lindas

Quinhetas lindas begônias

Quatrocentas papoulas lindas

Trezentas lindas palmas

Duzentas camélias lindas

Cem vitórias-régias

Um cravo

Sandra Penna

 

Memória - Para refletir o inatingível
Criação: Eder Santos





Produção: Emvideo
Descrição: Esta vídeo instalação coloca o espectador posicionado
em frente a seu espelho-imagem aprisionado em frente a sua projeção-reflexão



Quem entra em minha casa me põe em sofrimento.

Que esforço, corpo e alma em visitação.

Sandra Penna

Doublê de Corpo
Criação: Eder Santos



Materiais e equipamentos:


- Beliche
- 1 Projetor (com 600 ansi-lumen)
- 1 DCD player (Compatível com VCD)
Produção: Emvideo



Andei tecendo mortalhas.

Não como Penélope:

Eu não as desmancho de noite.

Sandra Penna

Planetarium - Para fazer parte das contelações
Criação: Eder Santos





Direção: Eder Santos
Composição e Direção Musical:


Paulo Santos
Direção de Fotografia e Museologia:


Evandro Rogers
Poemas: Sandra Penna
Cenotécnico: Sotero Antunes
Assistente de Direção:

Pedro Vilela
Produção: Nádia Maria de Jesus
Assist. Produção: Fernanda Monte-Mor
Edição: Eder Santos
Marcelo Reis
Pedro Vilela
Sidney Vieira
Músicos: Paulo Santos
Josefina Cerqueira
Paulo Carvalho
Produção Musical:

Studio REC
Mixagem e Masterização:

Alexandre Martins
Técnico em Gravação:

Peron Rares
Captação de som direto:

Junio Júnior
Figurinista: Gianetti Tavares
Atores: Bruna Tangari
Mônica Ribeiro
Gustavo Schettino
Inês Bogéia
Peter Lavratti
Paulo Cansado
Materiais e equipamentos:

- Colchões

Equipamento de música:
- 12 microfones
- 12 suportes para microfones 
- 1 MD player
- 16 Channel mixer
- 1 Direct Box
- PA compatível
- Rack de Efeitos

Equipamento de vídeo:
- 2 videos projetores Sharp P10 com 3500 ansi-lumen ou  similar
- 2 Máquinas de espelhos 
- 2 cameras mini DV TRV 900 ou similar e devidos            monitores
- switcher com 4 entradas
- intercomunicadores entre diretores e equipamentos
- 4 DVDs video players (VCD compatíveis)
Descrição: Envolvidos por uma bolha de projeções
um grupo de seis pessoas, deitadas
no chão, vão ter uma experiência
de unificação com o mundo das sensações
e percepção da origem dos sentidos
no universo das constelações.