História Viva


Clique e assine História Viva
Notícias

A escrita chinesa

Mostra leva o visitante a uma viagem da pré-história à era da informática

Divulgação Instituto Confúcio na Unesp
Os caracteres singulares, inscritos de modo inconfundível, têm sido usados há milhares de anos em todo o mundo para significar ideias e coisas. A escrita chinesa é uma das mais antigas conhecidas e a única língua arcaica ainda viva. Constitui um fator de coesão da nacionalidade e um traço de ligação entre a China e outras nações.

O Instituto Confúcio na Unesp, em parceria com a Embaixada da República Popular da China, apresenta a exposição A escrita chinesa – das inscrições oraculares aos dígitos binários, de 27 de agosto a 10 de setembro, no Instituto das Artes da Unesp. A mostra é uma oportunidade para conhecer esse importante legado para a história da humanidade e descobrir curiosidades sobre uma cultura milenar.

Ao todo, são 84 painéis explicativos que levam o visitante a uma viagem da pré-história à era da informática, além de 17 peças originais, entre ossos, cerâmicas e vasos, de diversos períodos. A exposição ainda promoverá outras atividades ao longo de suas duas semanas, como mostras de filmes chineses, oficinas de caligrafia e visitas monitoradas.

A escrita chinesa – das inscrições oraculares aos dígitos binários. Quando: 27 de agosto a 10 de setembro de 2009. De segunda a sexta, das 9 às 18h; sábado, das 9h às 13h. Onde: Instituto de Artes da Unesp - Rua Dr. Bento Teobaldo Ferraz, 271 (em frente ao Terminal Rodoviário Barra Funda). Quanto: Entrada gratuita. Contato: info@institutoconfucio.unesp.br ou 3107-2943.