História Viva


Clique e assine História Viva
Notícias

A morada dos indígenas

Dafne Melo
DIVULGAÇÃO
Casamento Kuikuru registrado pelo fotográfo Milton Guran no Parque Nacional do Xingu em 1978
A cultura dos povos indígenas do Parque Nacional do Xingu, sobretudo suas moradias, é o tema explorado pela exposição Casa Xinguana, composta de painéis fotográficos em preto-e-branco, de autoria do fotógrafo e antropólogo Milton Guran, artista que desde 1979 já realizou 27 exposições fotográficas no país e no exterior, sempre sobre a temática indígena.

As fotos desta exposição foram feitas entre 1978 e 1984, e além da arquitetura das habitações, as imagens também mostram aspectos do uso cotidiano dessas casas, sua função social e dimensão simbólica, além de rituais dessas populações, como o Quarup, cerimônia dedicada aos mortos; o jawari, uma espécie de jogo de dardos, além de um casamento.

O Parque Nacional do Xingu, situado no Mato Grosso, foi criado em 1961 e abriga diversos povos indígenas nativos, além de outros grupos que se fixaram na região posteriormente. Nesta exposição, o foco são as aldeias Kamayurá e Kuikuro. Como algumas imagens foram registradas há quase 30 anos, algumas paisagens e construções já se transformaram completamente ou mesmo desapareceram, como é o caso da documentação de um casamento tradicional Kuikuro, em torno do qual se constrói a exposição.