História Viva


Clique e assine História Viva
Notícias

Arte marroquina através dos séculos

Dafne Melo
DIVULGAÇÃO
Astrolábio planisférico do século XIV, exemplo da arte tradicional marroquina e Edição do século XIX do Dalail al-hkayrat, tradicional livro marroquino de orações islâmicas
Cerca de 500 obras, de pinturas rupestres do Neolítico a fotografias do século XXI, formam um panorama da produção artística marroquina que a Faap reúne na exposição Marrocos.

O objetivo é mostrar as tradições artísticas do país africano que, devido à sua localização geográfica, foi – e ainda é – um dos principais palcos de trocas comerciais e culturais com outros povos, sobretudo os europeus.

A exibição se divide em quatro segmentos: “As origens”, As artes tradicionais”, “O olhar dos artistas orientalistas e pintores viajantes” e, por fim, “A arte contemporânea”. No primeiro, é abordada a pré-história do Marrocos, até o século VIII, período marcado pelo domínio muçulmano. Objetos de uso doméstico são os destaques desse segmento. Já o módulo “Artes tradicionais” é dedicado às práticas espirituais e intelectuais da população marroquina, tanto na cidade como no campo. Em meio a um espaço cenográfico que reproduz o interior de uma casa da região serão exibidos objetos como jóias, bordados, tecelagens, trajes, cerâmicas, armas e arreios.

A terceira parte da exposição explora o olhar estrangeiro sobre o Marrocos, com pinturas, fotografias e desenhos de artistas que se inspiraram na cultura do país para criar parte de suas obras. Gravuras de grandes artistas como Eugene Delacroix e pinturas de orientalistas de Majorelle, Fromentine Dinet, dentre outros, compõem a seleção. Por fim, a arte contemporâea marroquina ganha destaque com obras que revelam o diálogo entre a cultura milenar desse país e as tendências internacionais.

MARROCOS – ONDE: Museu de Arte Brasileira da FAAP, rua Alagoas, 903, Higienópolis, São Paulo, SP. QUANDO: de 31 de março a 22 de junho de 2008, de terça a sexta-feira, das 10 às 20 h; sábados, domingos e feriados, das 10 às 17 h. QUANTO: entrada gratuita. MAIS INFORMAÇÕES: (11) 3662-7198