"A Próxima Vítima" (1982)

Trailer
28 - 56 - alta

Fotos
Críticas
Depoimento de João Batista de Andrade

Sinopse: Uma sucessão de crimes misteriosos acontece no Brás, bairro próximo ao centro de São Paulo, onde se misturam grandes indústrias, lojas populares, costumes e tradições dos imigrantes italianos que ali primeiro se radicaram, migrantes nordestinos e todo um submundo que gravita em torno de pequenos hotéis, hospedarias, pensões e cortiços. A Próxima Vítima é a história desses crimes - prostitutas eram mortas a golpes de faca e navalha e o assassino escrevia com sangue o nome das suas futuras vítimas.
São Paulo vive no clima pré-eleitoral de 1982. Em meio a muita propaganda, comícios e agitações, David (Antônio Fagundes), repórter de televisão, é destacado para cobrir os crimes.
Através de seu relacionamento com uma jovem prostituta, Luna (Mayara Magri), vê-se envolvido pessoalmente no caso.
O filme desenvolve diversos quadros paralelos, todos centrados em David. Seus problemas afetivos, seu aparente desencanto com a atividade política e a exigência de maior participação feita por companheiros de trabalho, o desencontrado desempenho da polícia e sua busca desesperada pelo verdadeiro assassino de Luna.

Duração: 93 min.
Idéia original, argumento e direção: João Batista de Andrade
Roteiro:Lauro Cesar Muniz
Produção executiva: Assunção Hernandes
Assistente de direção: Mario Masetti e Tânia Savietto
Direção de produção: Wagner Carvalho
Fotografia: Antônio Meliande
Montagem: Renato Neiva Moreira
Trilha: Marcus Vinicius
Cenografia: Heraldo de Oliveira
Maquiagem: Antonio Pacheco
Elenco: Antônio Fagundes, Othon Bastos, Mayara Magri, Louise Cardoso, Ester Goes, Aldo Bueno, Silvia Leblon
Produção: Raiz / Embrafilme
Prêmios:
Festival de Gramado 1984: Melhor Ator Coadjuvante (Aldo Bueno), Atriz Revelação (Mayara Magri)