O roqueiro Supla estará agitando a Praça de Eventos nesta sexta-feira 25 em Caraguá

Supla, com seu jeito irreverente será uma das atrações do Caraguá Music. Para os amantes do rock, esse será um show especial, onde o roqueiro mostrará parte do seu repertório, visto em tv durante a exibição do programa Casa dos Artistas, do qual o artista participou recentementeO Caraguá Music está oferecendo música de todos os estilos para todos os gostos e idades. Na quinta-feira 24 tem forró, na Sexta-feira 25 o roqueiro Supla estará na cidade e no Sábado tem música sertaneja.O roqueiro Supla é uma das atrações diferentes que o Caraguá Music está trazendo para a cidade. O show acontece a partir das 23h, na Praça de Eventos, onde o músico estará cantando seu repertório diferenciado, dando um show de irreverência. É um prato cheio para os amantes do rock brasileiro. Supla teve a oportunidade de mostrar seu trabalho recentemente no programa Casa dos Artistas, onde permaneceu durante 27 semanas, conquistando a simpatia do público, chegando ao final do programa com a Segunda colocação. Nesse período, teve oportunidade de mostrar sua música e acabou vendendo seu trabalho independente, a ponto de ser contratado por uma gravadora. SUPLA - releaseComeçou sua carreira logo cedo. Aos 11 anos de idade, já tinha montado a sua própria bateria com latas e panelas. Depois seus pais viram que ele tinha jeito para a coisa e o presentearam com uma bateria Gope semi profissional para ele tocar.
Aos 14 anos ele já estava tocando na noite de São Paulo com uma banda que se chamava Os Impossíveis. Eles tocavam Beatles, Stones e algumas composições próprias. Sempre com o estilo divertido e rebelde, Supla acabou sendo convidado para tocar na banda Metrópolis, que fazia parte do cenário underground de São Paulo com um bom número de admiradores, entre eles Arnaldo Antunes, Edgard Escandurra, Thomas Pappon.
Nesta mesma época, Supla também foi convidado para cantar na banda Zig Zag. Sendo assim ele passou a se dedicar a ser um vocalista. Cantando na night de São Paulo, a banda logo virou a conversa da cidade, especialmente por causa das performances do grupo. A banda Zig Zag que depois mudou o nome para Tokyo, tocava desde Sex Pistols, The Cure, Exploited, The Clash, Stones e composições próprias. Sendo assim, pela tutela de Tico Terpens (Joelho de Porco), a banda lança um compacto pela Som Livre com duas músicas: Humanos e Mão Direita (música que foi censurada pois falava de masturbação).
A banda cresceu e a CBS (Epic) foi ao show e ficou impressionada com o carisma e a musicalidade do grupo. No dia seguinte o Tokyo assinava um contrato e lançava o seu primeiro LP: Humanos. 
Depois de ter feito participações especiais em mini séries da Rede Globo e filmes, e ter lançado mais quatro discos no Brasil: Humanos, O Outro Lado, Supla "Motocicleta
Endiabrada", Supla "Encoleirado", Supla em 1995 parte para Nova York em busca de novas experiências musicais. Tocando no cenário hard core de Nova York, Supla se tornou uma figura carimbada. Conhecido por suas eletrizantes performances, logo ganhou respeito de bandas como Agnostic Front, Mad Ball, Murfhy's Law e Casualties. A banda que Supla tocava se
chamava Mad Parede, que logo depois mudou o nome para Psycho 69 ( o som era estilo metalpunkcore), lançando um CD e fazendo uma turnê por toda East Coast junto com os Ramones que chegaram a tocar em São Paulono Olympia. A banda ainda tinha mais um disco para gravar, mas por desavenças entre integrantes ela terminou (na humildade, a banda era considerada a mais alta e animal de Nova York).
Paralelamente, Supla tinha um trabalho de bossa furiosa que ele desenvolvia com seu antigo parceiro do Tokyo Marcelo Zarvos (tecladista e concertista) misturando drum' n bass, jungle baets e bossa nova. Nesse trabalho eles gravaram várias demos com Bebel Gilberto. Supla começou a sentir falta do bom e velho rock' n roll na bossa furiosa, sendo assim montou a banda Supla Zoo onde aperfeiçoou e fez prevalecer seu lado roqueiro junto com o hip hop. Porque o Hip Hop? Na fase de gravação da nova banda, Supla conheceu Kojak, um rapaz de Brooklin que vive 24 horas de cultura e música hip hop, o que explica a influência para o novo trabalho que vêm aí: punk hip hop. Kojak é um programador de beats, guitarrista e grafiteiro. Além disso, Supla canta uma de suas músicas "She loves the attention" no novo disco de Hesher, novo artista contratado pela Warner americana produzido por Dante Ross, o mesmo de Everlast e Santana. O disco que sai em janeiro, ainda conta com participações de Biz Markie, Cibo Matto, Chino Moreno (Deftones) e Doctor Know (Bad Brains). Mudando de assunto, Supla veio para o Brasil ajudar a sua mãe na campanha para a prefeitura de São Paulo. Tocando em todos os comícios na periferia, ele sentiu uma fantástica receptividade. Com seu novo som e letras que tiram sarro de tudo, Supla volta com tudo!