Universo Online

Onbongo Pro Surfing fecha a “perna brasileira” do WQS em Ubatuba


No ano passado, o Onbongo Pro Surfing acabou com uma longa ausência de 10 anos sem o Circuito Mundial de Surfe Profissional passar pelo estado de São Paulo. O campeonato na Praia de Itamambuca foi um grande sucesso na Cidade do Surf, como é conhecida Ubatuba, no litoral norte paulista. O enorme público que lotou a praia no último dia, vibrou com a vitória do paulistano Renan Rocha sobre o australiano Troy Brooks na decisão do título.
A grande inovação na estréia de Ubatuba foi a coroa e o trono especialmente produzidos para simbolizar o novo “King of the Beach”. Novamente com apresentação da Nova Schin, o Onbongo Pro Surfing continua sua história nos próximos dias 23 a 28 e o cartaz do campeonato já destaca: “Who will be the next King?”. A disputa será grande e o limite de 192 participantes da sexta edição de um dos eventos mais tradicionais do calendário sul-americano já está quase esgotado.
Dos 182 surfistas que confirmaram inscrições antecipadamente, exatamente a metade virá de outros 15 países. A Austrália comparece com o maior esquadrão estrangeiro, com 22 representantes. Entre eles, alguns tops do WCT 2007 e o campeão da primeira edição do Onbongo Pro Surfing em 2002 na Praia Mole de Florianópolis, Chris Davidson, que tenta recuperar a vaga perdida na elite mundial. A batalha pelos 2.500 pontos no ranking e pela premiação de 125.000 dólares, que estarão em jogo na prova que fecha a “perna brasileira” do WQS, promete ser emocionante.
O niteroiense Patrick Beven ganhou o segundo título disputado em Santa Catarina e também já confirmou sua participação em Ubatuba, mais uma vez representando a França, onde mora há muitos anos. Depois, veio outra vitória da Austrália com Richard Lovett e só em 2005 o cearense conseguiu quebrar o tabu, se tornando o primeiro a colocar o nome do Brasil na Galeria dos Campeões do Onbongo Pro Surfing. O feito inédito marcou a despedida do campeonato da Praia Mole de Florianópolis, em Santa Catarina.
No ano passado, a Onbongo escolheu resgatar o estado de São Paulo para o Circuito Mundial e recolocou Ubatuba no calendário do WQS. A última vez que grandes estrelas do surfe internacional competiram na cidade havia sido em 1996, quando o catarinense Neco Padaratz venceu o campeonato e confirmou sua primeira entrada no WCT, antes mesmo das finais no Havaí. Depois de 11 anos, o hoje bicampeão mundial do WQS em 2003 e 2004 pode repetir o feito no Onbongo Pro Surfing e garantir sua permanência na elite com um bom resultado nas ondas de Itamambuca, que ele aponta como uma das suas praias preferidas.
O Onbongo Pro Surfing será decisivo para os brasileiros que estão na disputa pelas últimas vagas na relação dos quinze surfistas que a divisão de acesso indica para completar o grupo dos 42 componentes do WCT. O carioca Simão Romão foi semifinalista em Ubatuba no ano passado, perdendo a bateria verde-amarela para o campeão Renan Rocha, mas só neste ano está na briga por classificação, atualmente ocupando a 29.a colocação no ranking do WQS. O paranaense Jihad Kohdr e o gaúcho Rodrigo Dornelles estão praticamente garantidos e para o cearense Heitor Alves falta pouco, podendo até chegar em Ubatuba com sua vaga confirmada. No momento, os três e Neco Padaratz são os brasileiros no grupo dos 15 da divisão de acesso. Além dos importantes pontos no WQS, em Itamambuca será definido o campeão sul-americano profissional da ASP South America.
Com apresentação da Nova Schin, o Onbongo Pro Surfing 2007 tem a marca Onbongo como principal patrocinador junto da Gardel e da Própainel, contando ainda com a importante parceria do Governo do Estado de São Paulo e da Prefeitura Municipal de Ubatuba; além do co-patrocínio das lojas de surf KYW, Potencia, Surf Trip, Central Surf, Tent Beach, Krokodilu’s, Surf X-Press, Econos, Match Point, Red Beach, Gati, Barragge, Quiver, Ophicina e Dimarck-D2; e apoio do Itamambuca Eco Resort, Pousada Canto de Itamambuca e Sociedade Amigos de Itamambuca (SAI). O último evento com nível máximo 6 estrelas do WQS 2007, antes das finais no Havaí, é uma realização da ASP South America com homologação da Association of Surfing Professionals (ASP) e apoio da Federação Paulista de Surf (FPS), Associação Ubatuba de Surf (AUS) e Confederação Brasileira de Surf (CBS). Divulgação: SPORTV, Revista Fluir, Rádio 89 FM e site Waves/Terra, que transmitirá toda a competição ao vivo.
Onbongo Pro Surfing 2006 - resultado
1.o: Renan Rocha (SP) - US$ 15.000 / 2500 pts
2.o: Troy Brooks (AUS) - $ 7.500 / 2.150 pts
3.o: Simão Romão (RJ) - $ 3.750 / 1.825 pts
3.o: Rhys Bombaci (AUS) - $ 3.750 / 1.825 pts
GALERIA DOS CAMPEÕES
2006: Renan Rocha (BRA) - Itamambuca (SP)
2005: Heitor Alves (BRA) - Praia Mole (SC)
2004: Richard Lovett (AUS) - Praia Mole (SC)
2003: Patrick Beven (FRA) - Praia Mole (SC)
2002: Chris Davidson (AUS) - Praia Mole (SC)
joaocarvalho@matrix.com.br