Capa da EdiçãoEditorialO CaiçaraOpiniãoInformáticaEstamos de Olho
ArpoandoTurismoCrônicas de NYCulturaPoliciaisEsporte

E os roubos de bikes continuam


Carlos R. L. R, 25 anos, solteiro, servente, residente na praia Vermelha do Norte, compareceu a Delegacia de Polícia noticiando que às 21h30, na av. Rio Grande do Sul, conduzia sua bicicleta, quando um indivíduo pediu-lhe um cigarro, momento em que mais três abordaram-no e, mediante ameaça, foram-lhe subtraídos a bicicleta monark, de cor azul, e R$ 150,00 em espécie.
Segundo a vítima, os suspeitos eram quatro: três eram altos, morenos, cabelos lisos e pretos, com cerca de 22 a 25 anos, e o outro era baixo, branco, cabelos encaracolados, cerca de 18 anos. 
Esclarece a vítima que estava escuro e, com o nervosismo, não conseguiu observar as vestimentas dos suspeitos, pois um deles encostou-lhe na altura da orelha um cano ou arma de fogo.


Roubo seguido de seqüestro


Dia 10, quarta-feira, o aposentado J. C. S., 63 anos, divorciado, residente no Sertão do Perequê Mirim, após ter efetuado o saque de sua pensão na Caixa Estadual, às 11h, dirigiu-se até o banco Bradesco onde efetuou um pagamento. Em seguida, dirigiu-se até a praça 13 de maio, onde foi surpreendido por três indivíduos (um branco, queimado do sol, idade aproximada de 40 anos, 1,75 m de altura, magro, cabelo grisalho na altura do pescoço; um segundo, gordo, idade aproximada de 45 anos, bem moreno, altura estimada em 1,80 m, com boné preto; e um terceiro, bem magro, branco, altura estimada em 1,60 m, chapéu de cowboy, idade aproximada de 25 anos), os quais, mediante emprego de revólveres, renderam-no e colocaram-no num veículo, provavelmente um Monza, amarelo, sem placas, que seguiu com destino ao bairro do Perequê-Açu. Ali chegando, colocaram-no dentro do porta-malas e seguiram viagem. 
Ao se dar conta, estava em outra cidade, onde foi obrigado a efetuar um saque, no valor de R$ 60,00, e os próprios indiciados efetuaram outro saque de R$ 300,00, levando-o para o cativeiro. 
Por volta de 16h, soltaram-na num matagal, sendo que saiu pela mata sem destino e encontrou com caçadores que lhe informaram que estava quatro horas de distância da cidade de Angra dos Reis/RJ. Conseguiu auxílio com um cavaleiro que o levou até a Delegacia de Polícia de Angra dos Reis, onde foi informado que deveria registrar ocorrência.
Observa, ainda, que os seqüestradores disseram-lhe que o conheciam, sabiam que seu filho tem um bar e que tem dinheiro e, caso não obedecesse, seria morto, sendo que foi agredido com socos, sentindo muitas dores nas costas e pescoço, tendo sido amarrado no cativeiro, onde já havia outro indivíduo seqüestrado há oito dias.

Foi vingança?


Na madrugada de sábado, dia 13, na praia das Toninhas, elementos desconhecidos colocaram fogo na residência de veraneio de E. R. B., 40 anos, amasiado, cozinheiro, residente em Atibaia, causando a destruição de toda casa, bem como dos pertences em seu interior, tais como: móveis domésticos, eletrodomésticos e utensílios de cozinha. 
A Polícia Militar foi solicitada ao local, através dos vizinhos, para constatar o incêndio.Acidente de trânsito com vítima
Sábado, dia13, às 15h30, o SD PM Ferreira atendeu uma ocorrência na rua da Cascata, no bairro do Ipiranguinha.
J. I. S., 50 anos, solteiro, motorista, dirigia o veículo VW/Brasília, cinza, placas BWF 8453 - Ubatuba/SP, no sentido centro-bairro, em sua correta mão de direção, quando um menino de dez anos, conduzindo uma bicicleta, saiu de uma rua do lado direito e tentou cruzar para o lado esquerdo à frente do carro, sendo inevitável a colisão. 
O condutor prontamente prestou socorro à vítima, levando-a no Pronto Socorro local.


Olha no que deu...


R. A. B., 43 anos, separada, cabeleireira/manicure, cuida do filho de sua prima, 18 anos, solteiro, ajudante geral, e residem num barraco no bairro da Cachoeira dos Macacos.
O rapaz tem problemas de epilepsia, faz tratamento com Gardenal e não toma os remédios; no entanto, ingere bebida alcóolica, ficando transtornado e agressivo.
À meia-noite do dia 13, sábado, o Sd PM Lopes foi acionado ao local dos fatos, quando o rapaz, bastante agressivo, veio a danificar o barraco onde moram, sendo que a manicure acabou por lesionar-se ao tentar impedi-lo.A vítima pode ser você
M. S., 35 anos, casado, tapeceiro, residente no bairro da Estufa I, compareceu à Delegacia de Polícia local, comunicando que na data de 25/04/2000 comprou vários objetos usados de J. A. O. S., 35 anos, residente no bairro da Estufa II, pagando a importância de R$ 120,00 em forma de dois cheques pré-datados, sendo um de R$ 40,00, e o outro de R$ 80,00, sendo que o vendedor prometeu dar-lhe as notas fiscais dos objetos posteriormente.
Ocorreu que, em 09/05, J. B. P., residente na praia Vermelha de Centro, chegou em sua residência dizendo que os referidos objetos lhe pertenciam e que o indiciado havia vendido sem sua autorização. Imediatamente, o tapeceiro devolveu-lhe os objetos, sendo assinado uma declaração de próprio punho de recebimento dos objetos de volta. 
A vítima conversou com o indiciado sendo que o mesmo lhe informou ter passado os cheques num supermercado do bairro. Diante dos fatos, elaborou Boletim de ocorrência, a fim de preservar seus direitos junto ao órgão competente.


Mudaram a estratégia


V. V., 21 anos, solteira, do lar, residente na praia Tenório, estava andando na av. Leovigildo Dias Vieira, dia 12, sexta-feira, por volta das 20h40, quando um VW/Gol, de cor vermelha, com três ocupantes, parou ao seu lado, procurando um endereço. No momento em que se aproximou para dar a informação, o motorista do auto pegou sua bolsa, que continha um talonário de cheque com quatro fólios e estava pendurada em seu ombro, tomando em seguida a direção do centro da cidade. 
A moça não teve a oportunidade de anotar a placa do gol, nem as características dos indivíduos. 


Homicídio duplo


Dia 15, segunda-feira, chegou ao conhecimento do plantão policial local, via fone, a ocorrência do homicídio de José Carlos Vitalino de Oliveira, 25 anos, branco, solteiro, açougueiro, natural de Lajeiro/PE, que havia sido baleado por dois indivíduos no interior de um bar localizado na rodovia Osvaldo Cruz, na altura do bairro do Horto. 
A prática do crime ocorreu numa ação rápida e evadiram-se no sentido dom bairro do Ipiranguinha, pela rodovia Osvaldo Cruz, num veículo, aparentando ser um Gol vermelho ou um Palio vinho, cujas placas não foram anotadas. 
Em seguida, chegou através da Polícia Militar, via fone, a informação de que, no momento da ocorrência no interior do referido bar, também havia sido baleada uma mulher, residente no bairro do Ipiranguinha, que foi socorrida ainda com vida na Santa Casa de Ubatuba, onde acabou entrando em óbito. 
A autoridade policial e o investigador de plantão deslocaram-se para o local onde procederam a coleta dos informes iniciais, mas, apesar da aglomeração das pessoas que estavam no local, pouquíssimas descrições a cerca dos indivíduos foram colhidas. 
A Polícia Militar efetuou várias diligências pelos bairros da região, mas não obteve êxito na captura dos homicidas, que, segundo informações coletadas, um é baixo, usa bigode, cabelos enrolados, moreno de sol, com aproximadamente 33 anos, trajando camiseta preta e calça comprida, sendo que não se conseguiu a descrição do outro indivíduo.