Capa da EdiçãoEditorialO CaiçaraOpiniãoInformáticaEstamos de Olho
ArpoandoTurismoCrônicas de NYCulturaPoliciaisEsporte


Gigantes


Gigantes


O selo King Biscuit reúne vários dos melhores momentos de algumas bandas que marcaram sua passagem pelo cenário rock.
Sempre em shows inéditos e gravações especiais, o selo tem um enorme acervo que começa, finalmente, a ser lançado na “terrinha”. E é bastante eclético também, indo do pop/rock, como o “10CC”, passando pelas baladas do “America” (lembra de “Horse with no name?”), pelo peso do “Uriah Heep”, passando pelo virtuosismo do excelente guitarrista Robin Trower, ou pelo country/rock de David Crosby (Crosby, Stills, Nash, Young). Mas a maior parte, ou melhor, é o catálogo de shows dos conjuntos de rock progressivo! Desde os atuais (ainda em atividade) Dixie Dregs (com o fantástico guitarrista Steve Morse), ou os canadenses do “Triumph”, como por bandas que, infelizmente, já não nos brindam com suas criações e viagens, como o “Kansas” ou o “Renaissance”.
Tem ainda bandas como o Bachman/Turner Overdrive, ou o Foghat, de difícil definição e carreira meteórica. Ou o sempre underground “Iggy Pop”!
Mas um dos mais belos, marcante e incrível show, é sem dúvida o do fantástico “Gentle Giant”. Esse povo gigante era realmente “enorme” em termos de criatividade, conhecimento musical (corre a lenda que todos eram professores de música!!!)
Os vocais trabalhadíssimos, um tecladista “maestro”, dois irmãos, os “Shulman”, segurando todas, e com a idéia fixa (característica dos anos 70) de explorar novas fronteiras musicais, novas harmonias, novos instrumentos (tocavam mais de 30!!!), eles alcançaram um patamar de banda complicada musicalmente. Mas não eram! Só estavam explorando todas as possibilidades, com muita técnica e bom gosto! Realmente, não é música para dançar! Mas para curtir, estudar, viajar e delirar.
CD - Gentle Giant - Ao Vivo - Gravadora King Biscuit
King Biscuit Catalog (Flower Hour)

Mauro Lauro