Inicial

Edições Anteriores

Dicas de Lazer

Expediente

Capa desta Edição

Assista: "Terapia Sexual",
um ato de amor.


Terapia Sexual é um espetáculo que fala do amor, do relacionamento e do respeito como o único meio de mudança e entendimento entre casais, namorados, apaixonados ou quem está em busca de sua alma gêmea.

Contracenam na peça os atores, Simone Soares, Nico Puig e Carlos Cap-peleti. É um espetáculo teatral atual. Unindo a comédia e a reflexão sobre o comportamento humano nesse final de milênio, o espetáculo é um momento de reflexão e descoberta, e é um produto cultural atual e ligado ao comportamental, tão discutido neste momento. O tema é o

Simoni, Capeleti e Nico Puig

relacionamento entre casais e que fala do amor e do respeito e, devido suas qualidades, obteve tanta identificação do público.

O espetáculo é acima de tudo divertido e de bom gosto. O texto é focado em informações, corretas, sobre as dificul dades nas relações sexuais de um casal.

O espetáculo não é didático, mas discute com verdade e humor o que se passa nos bastidores das famílias _ dificuldades estas que trazem estresse e distúrbios em outras áreas da vida.

A montagem ágil e lúdica leva o espectador a acompanhar o caminho dos personagens, que dentro de suas dificuldades em expressarem seus sentimentos, vão vagarosamente construindo uma relação onde essas dificuldades se sobrepõem e parecem intransponíveis. Só o amor e o respeito existente entre eles poderá levá-los ao reencontro, com um único desejo: o de ficarem juntos.

A figura do terapeuta tântrico parece, mas não é o que o público em princípio suspeita que ele seja. A dualidade de suas ações, falas e encaminhamentos trazem humor, principalmente pelo seu total despudor em relação ao assunto sexo. Ele nunca é grosseiro ou causa embaraços, mas é simplesmente claro e trata do assunto de uma forma que todos nós gostaríamos de lidar: naturalidade e respeito.

O público ri, se diverte com o inusitado das propostas e afirmações, mas sobretudo se coloca dentro da situação, compreendendo sua posição e suas dificuldades em relação ao sexo e ao relacionamento, e sai do teatro buscando uma forma de tocar no assunto com seu parceiro ou sua parceira.

No palco o reflexo de nossas vidas e de nossas dificuldades, são abordadas com humor, leveza, respeito e acima de tudo como incentivo para aceitarmos a nós mesmos com a consciência de podermos mudar, caso esse seja nosso desejo.

A emoção, o repensar, e a mudança interior provocadas nos espectadores, já recebeu de muitos o rótulo de ser um espetáculo de auto-ajuda, dada ás profundas transformações que a platéia sofre.

Dias 13 e 14 de julho, às 21 horas, no Espaço Cultural "Dr. Além". Ingressos custam 25 reais. Estudantes pagam 1/2.