Turismo: Turismo no Brasil cresce acima da média mundial, aponta estudo


O turismo já é o terceiro produto de exportação na balança comercial brasileira, atrás somente da soja em grão e do minério de ferro. É o resultado da implementação de uma ação maciça de promoção do Brasil no exterior, por meio da Embratur, e da política desenvolvida pelo governo nos últimos anos, juntamente com os órgãos públicos e privados do setor..

"O turismo no Brasil está crescendo acima de 15% e a média de crescimento mundial é de 10%". informa o ministro Walfrido dos Mares Guia.

Dois pontos são fundamentais para se avaliar o crescimento do turismo brasileiro: os desembarques internacionais e a receita cambial. No mês de julho passado, o desembarque em vôos internacionais cresceu 20,34% com relação a julho de 2004. Já nos sete primeiros meses deste ano, o crescimento foi de 16,15% em relação ao mesmo período de 2004: desembarcaram no Brasil 3.985.920 passageiros, contra 3.431.798 no ano passado. Há 31 meses consecutivos os desembarques internacionais apresentam recordes de crescimento. "Cada um milhão a mais de desembarques representa a geração de 605 mil empregos diretos e 110 mil empregos indiretos", afirma Mares Guia.

Em relação aos gastos do turista estrangeiro no país, houve um incremento de 34,23% em julho, o que representa uma entrada de US$ 298 milhões. Nos sete meses, de janeiro a julho, os estrangeiros deixaram no Brasil US$ 2,168 bilhões. O crescimento foi de 17,20%, comparado ao mesmo período do ano passado. O dado representa a evolução consistente da entrada de dólares e o aumento contínuo do número de turistas estrangeiros, embora a relação cambial neste momento não os favoreça.

A estimativa é de que o Brasil terá uma arrecadação recorde em 2005, de aproximadamente US$ 4 bilhões, somente com a entrada de turistas estrangeiros. A meta prevista para 2007 é de US$ 8 bilhões.

No setor doméstico, há 22 meses consecutivos os desembarques em vôos nacionais apresentam crescimento, mostrando que os brasileiros têm viajado mais de avião dentro do País. Somente no mês de julho, o número de desembarques de passageiros alcançou um recorde histórico de 4.253.469. Nos sete primeiros meses deste ano, os desembarques totalizaram 24.326.048, um aumento de 19.3% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 20.392.633 passageiros.

Financiamentos ao setor alcançaram R$ 1,5 bilhão. Só o Banco do Brasil contribuiu com 65,8% dos investimentos.