ctrl+h [alt+h]ctrl+a [alt+a]ctrl+f [alt+f]ctrl+m [alt+m]ctrl+x [alt+x]ctrl+t [alt+t]
Site Web
Mac-e-Dúvida
Na "hora do show", qual produto se destacou?
iPod
iTunes
iTV
Filmes na iTMS
iPeroba
MP.Parcerias
Seja Atípico
Seja Atípico
MP.Giro
Atualizado em:
19/12/2007 10:35:17

Informação na Velocidade da Maçã Quinta, 27 de novembro de 2008

Vitória da Alcatel sobre Microsoft pode prejudicar Apple e outras, dizem analistas Print E-mail
23 Fev 2007 às 17:03, por MacPress

A recente penalidade de US$ 1,5 bilhão imposta à Microsoft por um tribunal federal na Califórnia, EUA, que deu ganho de causa à Alcatel-Lucent em disputa de patente envolvendo o formato MP3 de arquivos de música, pode pavimentar o caminho para a cobrança de royalties de dúzias de outras empresas, Apple Inc. inclusive.

Escrevendo para o site MarketWatch, Aude Lagorce conta que uma côrte federal da Califórnia determinou que a Microsoft pague mais de US$ 1,5 bilhão à Alcatel-Lucent como compensação pela infração de duas patentes relacionadas ao uso do formato MP3 para a reprodução digital de músicas no software Windows Media Player, da Microsoft.

"Apesar de a Microsoft ter prometido lutar contra a penalidade e provavelmente apelará da decisão, adiando o pagamento da multa, a decisão pode ter significativas implicações para as indústrias da música e da tecnologia", diz Lagorce. "Se a decisão for mantida, a Apple e centenas de outras empresas que fazem produtos que reproduzem arquivos MP3, incluindo tocadores portáteis, computadores e software, podem ter que ser obrigadas a pagar royalties à Alcatel".

Lagorce informa que, em sua defesa, a Microsoft argumentou que foi autorizada a usar a tecnologia de áudio MP3 baseada em acordo com o Fraunhofer Institute, da Alemanha. "A Microsoft disse que pagou US$ 16 milhões ao instituto para usar legalmente a disputada tecnologia MP3. O instituto estava envolvido no desenvolvimento do formato, junto com a empresa francesa de eletrônicos Thomson e o Bell Labs. Outras empresas que licenciaram o MP3 da Fraunhofer incluem Apple, Cisco e HP".

Segundo Lagorce, analistas advertem que essas empresas podem agora estar sob risco de enfrentar o mesmo desafio. "Se a Lucent realmente possui alguma patente essencial do MP3, algo que não estamos qualificados para julgar, a empresa pode potencialmente ir atrás da Apple, cujo iPod pode tocar arquivos MP3", disseram analistas da Merrill Lynch a clientes, conforme relato de Lagorce.

Mais detalhes no artigo completo de Lagorce. 

Notícias Relacionadas
ClassifiMac
©2003-2009 MacPress - Todos os direitos reservados.
Logotipos e marcas exibidos neste site são propriedade de seus detentores legais.
As opiniões expressas em artigos, colunas e comentários são responsabilidade dos respectivos autores e podem não refletir a opinião do MacPress.
Compatível com HTML 4.01/W3C
O MacPress gera RSS compatível
Gerenciado com Mambo Open Source
Retorna à Home do MacPress