ctrl+h [alt+h]ctrl+a [alt+a]ctrl+f [alt+f]ctrl+m [alt+m]ctrl+x [alt+x]ctrl+t [alt+t]
Site Web
Mac-e-Dúvida
Na "hora do show", qual produto se destacou?
iPod
iTunes
iTV
Filmes na iTMS
iPeroba
MP.Parcerias
Seja Atípico
Seja Atípico
MP.Giro
Atualizado em:
19/12/2007 10:35:17

Informação na Velocidade da Maçã Quinta, 27 de novembro de 2008

Festa de 30 anos da Apple não seria a mesma sem o Mac OS X Print E-mail
03 Abr 2006 às 11:22, por MacPress

Não foi só o aniversário de 30 anos da Apple Computer, ocorrido anteontem (1/4), a única importante data comemorativa na vida da empresa nas últimas duas semanas. Parte do atual sucesso da empresa deve-se a outro ilustre aniversariante: o sistema operacional Mac OS X, sem o qual o brilho da festa não seria tão grande.

Em 24 de março o Mac OS X completou 5 anos. Escrevendo para o The Washington Post, Rob Pegoraro observa que o sistema operacional mostrou ser possível resolver o problema dos três mais críticos fatores para quem trabalha com computadores: adicionar programas, removê-los e manter tudo na mais perfeita ordem.

"O Mac OS X também tem um ótimo visual -- sua fluida, cintilante e translúcida inteface Aqua foi imitada muitas vezes, principalmente nos gráficos Aero Glass do Windows Vista --, mas tais atraentes efeitos especiais não são o recurso mais importante do OS X. Também não é a ágil capacidade multitarefa nem a quase perfeita estabilidade, nem mesmo a arquitetura independente de processador que funciona tanto em chips PowerPC quanto em Intel", comenta Pegoraro, dizendo que o recurso mais importante do sistema baseia-se em três princípios básicos fundamentais:

  • O sistema é separado de todo o resto
  • Os arquivos de cada usuário são separados dos de quaisquer outros
  • Cada aplicativo atua como um arquivo único e indivisível

Pegoraro delicia-se em descrever a extrema simplicidade na instalação de novos aplicativos: "Depois de baixar o programa, você arrasta seu ícone para a pasta Aplicativos. Não há passo três."

A desinstalação, opina ele, é igualmente à prova de erros: "Desinstalar um programa consiste em arrastar seu ícone para a lixeira. (Preferências e arquivos de cache serão deixados para trás, mas não prejudicam o sistema e podem ser facilmente apagados, se você quiser)."

Mas tanta facilidade de uso tem um preço, diz ele: "Para conseguir esse progresso a Apple teve que descartar muita bagagem velha". Pegoraro pergunta-se se, com muito mais clientes a satisfazer, a Microsoft conseguirá fazer algo assim tão simples no Vista. "Provavelmente não", responde. "Em se tratando de sistemas operacionais, uma pequena revolução de vez em quando não é só uma coisa boa, às vezes pode ser a única forma de avançar." 
Notícias Relacionadas
ClassifiMac
©2003-2009 MacPress - Todos os direitos reservados.
Logotipos e marcas exibidos neste site são propriedade de seus detentores legais.
As opiniões expressas em artigos, colunas e comentários são responsabilidade dos respectivos autores e podem não refletir a opinião do MacPress.
Compatível com HTML 4.01/W3C
O MacPress gera RSS compatível
Gerenciado com Mambo Open Source
Retorna à Home do MacPress