ctrl+h [alt+h]ctrl+a [alt+a]ctrl+f [alt+f]ctrl+m [alt+m]ctrl+x [alt+x]ctrl+t [alt+t]
Site Web
Mac-e-Dúvida
Na "hora do show", qual produto se destacou?
iPod
iTunes
iTV
Filmes na iTMS
iPeroba
MP.Parcerias
Seja Atípico
Seja Atípico
MP.Giro
Atualizado em:
19/12/2007 10:35:17

Informação na Velocidade da Maçã Quinta, 27 de novembro de 2008

Bill Gates blefa para frear migração para o Mac, afirma analista Print E-mail
12 Fev 2007 às 17:48, por MacPress

EM recente entrevista para a revista Newsweek, Bill Gates, presidente da Microsoft, afirmou que os computadores Macintosh, da Apple Inc., são inseguros e que hackers exploram falhas no Mac todos os dias. A afirmação tem o óbvio propósito de provocar medo em quem pretende entrar na onda do abandono da plataforma Windows em favor da Macintosh, diz um analista.

Escrevendo para o Security Focus, Scott Granneman disse que, ao ler a entrevista de Gates, sua reação, como a de muitos que conhecem a realidade, foi de total espanto. "Ou Bill está muito drogado e desiludido, coisa em que não acredito, ou está só sendo ignorante, o que também não creio, ou ainda sabe exatamente o que está dizendo e tem um motivo velado. É nisso que aposto."

Granneman acha que Bill sabe que estava, na melhor das hipóteses, exagerando e, na pior, mentindo descaradamente. Então por quê fez isso? "Porque ele também sabe que os novos comerciais da Apple estão ajudando a vender Macs como pão quente e que segurança é a grande razão pela qual as pessoas estão abandonando o Windows e mudando para computadores Apple. Quem lê a Newsweek? Não são profissionais da informática, mas o Sr. e Sra. Usuário Doméstico, que tendem a acreditar no que lêem na mídia principal quando o assunto é computadores, especialmente quando é o legal e esperto filantropo Bill Gates que o diz. Ele é o Sr. Computador, afinal, então só pode estar certo!"

Granneman lembra um episódio envolvendo Steve Ballmer, diretor-presidente da Microsoft, que há alguns anos disse ao jornal Chicago Sun-Times que "o Linux é um câncer que ataca a si próprio no que diz respeito à propriedade intelectual de tudo em que toca. Do modo como a licença está escrita, se você usar um software de código aberto, todos os seus outros programas também têm que ser de código aberto".

"Isso é uma óbvia besteira", critica Granneman, "e também é óbvio que Baller sabia disso, mas mesmo assim a disse sabendo que muitos leitores do Chicago Sun-Times acreditariam no que ele disse porque é um homem de negócios rico e importante. A alegação de Bill Gates de que 'os hackers quebram a segurança do Mac todos os dias' é tão absurda e calculada quanto aquela."

Em ambos os casos, diz Grannemam, medo é o tom da nota que ambos os maestros estão tentando reger. "Os ignorantes lerão a primeira entrevista e crerão que o Linux é perigoso e amaldiçoará suas empresas, enquanto a [entrevista de Gates] pode impedir que algumas pessoas migrem para o Mac OS porque ele está sendo hackeado dia após dia."

Grannesman observa, contudo, que a Apple também lança mão do artifício de espalhar medo para vender computadores, mas o faz de maneira muito mais responsável e fiel à realidade. "É muito mais precisa tanto no que diz quanto no que implica, enquanto os líderes da Microsoft tendem a simplesmente apertar os botões do medo sejam verídicos ou não, fatos e realidade que se danem", critica.

Mais detalhes no artigo completo de Grannesman. 
Notícias Relacionadas
ClassifiMac
©2003-2009 MacPress - Todos os direitos reservados.
Logotipos e marcas exibidos neste site são propriedade de seus detentores legais.
As opiniões expressas em artigos, colunas e comentários são responsabilidade dos respectivos autores e podem não refletir a opinião do MacPress.
Compatível com HTML 4.01/W3C
O MacPress gera RSS compatível
Gerenciado com Mambo Open Source
Retorna à Home do MacPress