ctrl+h [alt+h]ctrl+a [alt+a]ctrl+f [alt+f]ctrl+m [alt+m]ctrl+x [alt+x]ctrl+t [alt+t]
Site Web
Mac-e-Dúvida
Na "hora do show", qual produto se destacou?
iPod
iTunes
iTV
Filmes na iTMS
iPeroba
MP.Parcerias
Seja Atípico
Seja Atípico
MP.Giro
Atualizado em:
19/12/2007 10:35:17

Informação na Velocidade da Maçã Quinta, 27 de novembro de 2008

Loja online canadense Puretracks começa a vender músicas sem DRM Print E-mail
22 Fev 2007 às 20:07, por MacPress

NO que pode ser a primeira conseqüência favorável à carta aberta de Steve Jobs, diretor-presidente da Apple Inc., na qual pede o fim do DRM em músicas vendidas em lojas online, a canadense Puretracks decidiu seguir o conselho de Jobs e passou a vender músicas sem a tecnologia de proteção contra cópias.

Segundo Peter Nowak, do Financial Post, a Puretracks, baseada em Toronto, Canadá, anunciou ontem (21/2) que já está vendendo músicas em formato MP3 de selos independentes como Nettwerk Music Group, Independent Online Distribution Alliance e o inglês Beggar's Banquet sem tecnologia de gerenciamento digital de direitos (DRM) ou qualquer tecnologia que restrinja o modo como os arquivos musicais são copiados ou transferidos.

"O catálogo não protegido do site, que inclui artistas como The Barenaked Ladies e Sarah McLachlan, inicialmente conterá apenas 50 mil de seus 1,3 milhão de faixas, mas crescerá semanalmente, disse Alistair Mitchell, presidente e diretor executivo. As músicas poderão ser tocadas em aparelhos nos quais antes não funcionavam, tais como os iPods, da Apple Inc., e a oferta crescerá até incluir faixas de grandes gravadoras", escreve Nowak.

Nowak relata que a decisão da Puretracks veio em seguida à carta aberta do diretor-presidente da Apple Inc., Steve Jobs, dirigida às grandes gravadoras há duas semanas, na qual disse ser urgente a abolição do DRM para combater a pirataria e aumentar as vendas online de música.

"A carta de Jobs provocou diferentes reações dos grandes selos. Edgar Bronfman, CEO da Warner Music, disse que o argumento para a remoção do DRM era 'completamente sem lógica nem mérito'. Já a londrina EMI Group está explorando a suspensão das restrições DRM de sua música. A Warner, nesta semana, anunciou nova overta de compra da EMI", informa Nowak.

Mais detalhes no artigo completo de Nowak. 

Notícias Relacionadas
ClassifiMac
©2003-2009 MacPress - Todos os direitos reservados.
Logotipos e marcas exibidos neste site são propriedade de seus detentores legais.
As opiniões expressas em artigos, colunas e comentários são responsabilidade dos respectivos autores e podem não refletir a opinião do MacPress.
Compatível com HTML 4.01/W3C
O MacPress gera RSS compatível
Gerenciado com Mambo Open Source
Retorna à Home do MacPress