ctrl+h [alt+h]ctrl+a [alt+a]ctrl+f [alt+f]ctrl+m [alt+m]ctrl+x [alt+x]ctrl+t [alt+t]
Site Web
Mac-e-Dúvida
Na "hora do show", qual produto se destacou?
iPod
iTunes
iTV
Filmes na iTMS
iPeroba
MP.Parcerias
Seja Atípico
Seja Atípico
MP.Giro
Atualizado em:
19/12/2007 10:35:17

Informação na Velocidade da Maçã Quinta, 27 de novembro de 2008

Mac é o computador mais flexível e compatível do planeta, diz Computerworld Print E-mail
21 Fev 2007 às 18:01, por MacPress

QUANDO a Apple Inc. anunciou, em meados de 2005, o abandono da arquitetura PowerPC de processadores em favor da Intel, colocando em seus computadores Macintosh o mesmo processador usado em PCs/Windows, o mundo mudou. Pouco depois, desenvolvedores provaram que rodar Windows em um Mac não era apenas uma teoria: era possível, e rodava rápido. Então o mundo mudou de novo.

Essa é a opinião de Richard Hoffman, o qual, escrevendo para a conceituada revista de informática Computerworld, lembra que quase imediatamente após hackers terem descoberto o caminho das pedras para instalar e rodar o Windows em Macs com processador Intel, a Apple virou o mundo de cabeça para baixo novamente ao lançar versão beta pública do Boot Camp, software gerenciador de inicialização da máquina que, sem qualquer complicação ou esforço, permite ao usuário instalar e rodar o Windows no Mac Intel.

Hoffman lembra também que a próxima versão do sistema operacional da Apple, o Mac OS X 10.5 Leopard, trará embutida a capacidade de rodar o Windows, já que o Boot Camp estará incorporado ao sistema -- ainda que, tal como na atual versão beta, só se poderá rodar um sistema de cada vez, ao invés de ambos ao mesmo tempo.

"Macs que rodam Windows através de virtualização chegaram para ficar", diz Hoffman. "O Boot Camp roda Windows (XP e Vista) e software para Windows, e o faz rápido, bem e com excelente compatibilidade. De fato, testes anteriores do Mac rodando Windows mostraram que são capazes de rodar aplicações Windows mais rápido que muitos PCs-apenas-para-Windows semelhantes. Isso é uma enorme mudança em relação aos velhos tempos da emulação".

Hoffman refere-se ao tempo em que Mac e PC viviam cada qual em seu próprio mundo, separados por uma fronteira bem definida. Havia versões multi-plataforma de alguns programas, mas, no geral, eles falavam linguagens muito diferentes e "intraduzíveis", razão pela qual se alguém precisasse rodar uma aplicação Windows no Mac teria que lançar mão de um complexo programa de emulação que criava uma máquina virtual completa que traduzia em tempo real cada simples operação e instrução entre o Mac real e o PC virtual. Em virtude de todo esse trabalho, os programas que emulavam uma arquitetura de processamento totalmente diferente dentro do Mac eram muito, muito lentos, quando comparados a um PC real.

Em seu artigo Hoffman não esconde o alívo por esses serem dias passados ao mencionar a existência de programas de virtualização (não de emulação) como o Parallels Desktop, capazes de permitir rodar Mac OS X e Windows ao mesmo tempo na mesma CPU do Mac sem necessidade de sair de um para entrar em outro e em velocidade quase nativa (no caso do Windows).

"O Parallels Desktop for Mac [é] um verdadeiro virtualizador. Ele permite rodar o Windows dentro de, bem, uma janela no desktop do seu Mac. Ao contrário do Boot Camp, o Parallels pode rodar praticamente qualquer sistema operacional que você queira, do MS-DOS a qualquer sabor de Windows e Linux ou Solaris, da Sun, ao mesmo tempo em que você roda suas aplicações para Mac. Para quem precisa rodar aplicações Mac e Windows lado a lado, o Parallels é um verdadeiro refresco", comenta ele.

Hoffman cita também o caso da VMware, que produz outra solução de virtualização para Mac, chamada Fusion -- esta, ao contrário da solução da Parallels, dispensa até mesmo a instalação do Windows para rodar aplicações Windows no Mac. "Agora o jogo começa a ficar realmente interessante. Já que a concorrência conduz à inovação, é provável que as opções de virtualização para Mac continuem ficando cada vez melhores", opina Hoffman.

Ele nota que, até o momento, pode-se rodar máquinas virtuais Windows no Mac, mas não se pode rodar máquinas virtuais Mac no Mac, muito menos no PC. "Apesar de a Apple poder gabar-se de produzir os computadores mais flexíveis e compatíveis do planeta, será cada vez maior a pressão por soluções de virtualização que suportem múltiplas cópias do OS X no Mac", diz Hoffman.

Mais detalhes no artigo completo de Hoffman. 
Notícias Relacionadas
ClassifiMac
©2003-2009 MacPress - Todos os direitos reservados.
Logotipos e marcas exibidos neste site são propriedade de seus detentores legais.
As opiniões expressas em artigos, colunas e comentários são responsabilidade dos respectivos autores e podem não refletir a opinião do MacPress.
Compatível com HTML 4.01/W3C
O MacPress gera RSS compatível
Gerenciado com Mambo Open Source
Retorna à Home do MacPress