ctrl+h [alt+h]ctrl+a [alt+a]ctrl+f [alt+f]ctrl+m [alt+m]ctrl+x [alt+x]ctrl+t [alt+t]
Site Web
Mac-e-Dúvida
Na "hora do show", qual produto se destacou?
iPod
iTunes
iTV
Filmes na iTMS
iPeroba
MP.Parcerias
Seja Atípico
Seja Atípico
MP.Giro
Atualizado em:
19/12/2007 10:35:17

Informação na Velocidade da Maçã Quinta, 27 de novembro de 2008

Apple pode tornar-se gigante dos eletrônicos Print E-mail
05 Mai 2005 às 11:58, por MacPress

É o que afirma o título do editorial de hoje do MacWorld.

Na opinião dos editores, a Apple encontra-se hoje no cruzamento de duas estradas: uma, de onde ela vem, é a de fabricante de computadores, e a outra, para onde tudo indica estar indo, é a da marca global de eletrônicos.

A mudança de curso é bastante provável, mas, como toda moeda, tem duas faces, uma boa e outra nem tanto. A revista Laptop Magazine relacionou dez pontos positivos e negativos relativos à mudança de curso nos rumos da empresa.

Os ítens negativos incluem a decisão da Apple de processar judicialmente alguns de seus maiores fãs, como o Apple Insider, o Think Secret e o Power Page. O culto à marca também é visto negativamente por alguns novos usuários em potencial.

A revista também aponta a insistência no mouse de um só botão como outro entrave: "O teimoso compromisso da Apple com decisões idealistas mas enganadas, como o mouse de um botão, desencoraja muitos a sequer considerar a plataforma."

A popularidade do iPod pode ser um tiro no próprio pé, segundo a revista, que aponta o surgimento de telefones celulares capazes de tocar MP3 como seu principal obstáculo. A falta de jogos e a inexpressiva participação no mercado, por fim, encerram a lista de pedras no caminho.

Felizmente a moeda tem outra face, embalada pelo poder do marketing da empresa e pela cultura da curiosidade em torno de cada passo dado por ela, da qual suas Apple Stores tiram vantagem.

Outros bons presságios da fortuna que a Apple poderá acumular residem no estrondoso sucesso de sua iTunes Music Store, na imensa coleção de parceiros e no foco dado a oferecer grandes produtos a preços que o consumidor está preparado para pagar.

A revista encerra sua análise notando que o Mac OS X e a suite iLife coroam a lista de bem-aventuranças da empresa: "Ao oferecer uma alternativa ao Windows que seja fácil de usar e que ofereça todo o poder de ótimas aplicações open source (Apache, Samba) somadas a aplicativos como Office e Photoshop, nada chega perto do OS X da Apple." 
Notícias Relacionadas
ClassifiMac
©2003-2009 MacPress - Todos os direitos reservados.
Logotipos e marcas exibidos neste site são propriedade de seus detentores legais.
As opiniões expressas em artigos, colunas e comentários são responsabilidade dos respectivos autores e podem não refletir a opinião do MacPress.
Compatível com HTML 4.01/W3C
O MacPress gera RSS compatível
Gerenciado com Mambo Open Source
Retorna à Home do MacPress