ctrl+h [alt+h]ctrl+a [alt+a]ctrl+f [alt+f]ctrl+m [alt+m]ctrl+x [alt+x]ctrl+t [alt+t]
Site Web
Mac-e-Dúvida
Na "hora do show", qual produto se destacou?
iPod
iTunes
iTV
Filmes na iTMS
iPeroba
MP.Parcerias
Seja Atípico
Seja Atípico
MP.Giro
Atualizado em:
19/12/2007 10:35:17

Informação na Velocidade da Maçã Quinta, 27 de novembro de 2008

Steve Jobs, da Apple, é o novo rei da mídia Print E-mail
25 Jan 2006 às 11:23, por MacPress

Após a aquisição dos estúdios de animação Pixar, que compartilhava com a Apple Computer o mesmo CEO, Steve Jobs, pela Disney de Bob Iger, em transação de US$ 7,4 bilhões anunciada ontem (24/1) após semanas de especulações, Jobs solidificou seu lugar na elite dos que fazem o entretenimento digital no mundo.

"A alegria de Jobs podia ser vista a milhas de distância", diz Monica Rivituso no SmartMoney. "Se você acha que Bill Gates, da Microsoft, exerce exagerada influência na tecnologia ou que Howard Stern, o garoto mau da rádio Sirius Satellite domina o entretenimento, você não gastou muito tempo observando Steve Jobs. No mês passado eu disse que Jobs procurava um lugar em sua poltrona. Eu estava errada: o cara quer controlar o mundo todo."

Ela acha que não está exagerando e convida o leitor a considerar as ramificações da fusão entre Disney e Pixar. Segundo ela, Jobs colocou-se bem no ponto onde entretenimento e tecnologia se cruzam.

"Estou falando de capitalizar uma combinação vencedora entre tecnologia e conteúdo. Não se trata só de puxar o envelope da convergência digital, mas também de preencher um vácuo onde nada substancial está sendo feito. Verdade seja dita: o único progresso que sem sido promovido é aquele que vem através de empresas das quais Jobs participa", diz Rivituso.

Tendo uma cadeira na diretoria da Disney e como seu maior acionista individual, Jobs concentra sobre si um enorme poder de influência. Acima de tudo, diz ela, Jobs ainda comanda a Apple. "Escreva o que digo: Jobs ainda nem começou. Até onde ele está ciente, tecnologia e conteúdo ainda não saíram para o primeiro encontro. Ele ainda não começou a juntar tecnologia e conteúdo, efetivamente forjando o que ninguém mais foi capaz. E agora ele é um zilionário (sua parte na Disney é estimada em US$ 3,7 bilhões), portanto nada pode pará-lo." 
Notícias Relacionadas
ClassifiMac
©2003-2009 MacPress - Todos os direitos reservados.
Logotipos e marcas exibidos neste site são propriedade de seus detentores legais.
As opiniões expressas em artigos, colunas e comentários são responsabilidade dos respectivos autores e podem não refletir a opinião do MacPress.
Compatível com HTML 4.01/W3C
O MacPress gera RSS compatível
Gerenciado com Mambo Open Source
Retorna à Home do MacPress