Andaluz | Duas Chagas | Jogo | Para amanhã | Regalo | Retrato de Katia | Variações para morte | Cerimônia | Êxodo | Essencial | Carta lacrada | Dedicatória
 
Êxodo


Os bens retalhados, os partidos, as virtudes,
Limpo o acumulado.
Há meses uma candura foi expulsa da nossa casa,
Proibida a alma das decências.
Apenas uma criança se livrou.
Copiamos a aparência enjoada do mundo,
Estas janelas imersas, o fosso das construções,
A praia desmembrada do lixo.
Um miúdo, aquele nosso, foi repreendido de súbito.
Mantemos o avesso
E mesmo os nossos gestos contrários
Nos contém do amor.
Andamos sempre mais um pouco
Na linha do nosso passado, sempre pela manhã
Nos predestinamos a essa eternidade contrária.
Junto ao muro de sangue, antes do baque,
A nossa derradeira criança ouve o disparo dos tiros.