Neste Lugar | O amor e depois | Como quem pesca | Ouro e púrpura |
Os patriarcas
| Semelhança | Fruto caído | Dueto | Panorama
 
Dueto  


Nosso segredo de câmara
(Como o de tantos casais)
Seria o acordo de calar um morticínio
O mórbido prazer do gosto amargo
A farsa consentida
Uma legião de demônios
A cada gesto vagamente ambíguo –

Seria ainda o mais escuro,
Não fossem os nossos pés na água
Flutuando sobre as hidras,
A pele onde uma casa
Ao final de um longo exílio,
Uma cruzada de crianças, um dueto,
Nossa corola aberta a cada grito.