Ensaios
 


“Em tempos de especialização da atividade literária, de proliferação de oficinas de criação e exagerada autoconsciência do artista, quando muito se discute acerca da profissionalização do escritor e muito se promove a espetacularização da autoria, Alberto aponta para a urgência de uma reavaliação do lugar do poeta, ou seja, para uma necessidade de redescoberta de um espaço desterritorializado e de uma dimensão extemporânea que possibilite ao escritor ser verdadeiramente contemporâneo de sua atualidade.
(...)
Frente ao cenário de uma literatura dada ao ceticismo e à ironia, não resulta menos irônico que um estado de incerteza e uma ausência de fundamentos propiciem por si mesmos as condições de um recomeço, um vazio que a própria natureza oferece como um estado genesíaco, cujos aspectos positivos advêm precisamente dessa abertura, dessa possibilidade de acesso a outras realidades, outras vidas, possibilidade que, afinal, jamais deveria parecer estranha à poesia.”

“Alberto Pucheu por Mariana Ianelli”, Ciranda da Poesia (Ed. UERJ, 2013)