Cores quente e frias, tons e subtons

Cores quentes avançam, o que significa que as paredes pintadas nessas tonalidades parecem estar mais perto de você do que na realidade. Já as cores frias recuam, ou seja, tornam o ambiente maior e um pouco mais formal. Este conhecimento pode ser usado para equilibrar um ambiente desproporcional, tornando-o mais aconchegante e agradável.

Já os diversos tons são obtidos com o adicionamento de branco ou preto às cores básicas. Rosa, por exemplo, é um tom de vermelho, porém tão popular que é, hoje, considerado uma cor individual. Tons de uma cor são mais moderados do que a cor original. Os tons como as cores podem, também, ser usados para alterar as proporções de um ambiente. Quanto mais profundo o tom (mais escuro, com mais preto) menos luz é refletida o que faz com que a cor pareça mais próxima (mesmo efeito das cores quentes). Já um tom mais claro (mais branco) reflete mais luz fazendo com que o ambiente pareça maior. Isto pode ser usado para trabalhar um esquema monocromático de cores, usando diferentes tons de uma mesma cor para reestruturar um ambiente.


Vermelho

Vermelho é uma das cores mais fortes existentes. Por muitos séculos os pigmentos vermelhos usados para tingir um produto ou uma superfície eram extremamente caros e difíceis de obter. Especialmente no tocante aos produtos têxteis. Um vermelho profundo e vibrante necessitava de um pigmento de ótima qualidade em grande quantidade. Por essa razão o vermelho profundo, até hoje, é sinônimo de luxo e riqueza, grandes mansões e palácios reais.
Durante os anos 80 vimos um renascer do uso dessa cor primária. Combinado com preto e branco criava combinações excitantes. Passou a ser combinado também com o cinza, muito em voga na época, proporcionando uma combinação mais suave, em um esquema de cores muito masculino.

O vermelho é uma parte muito proeminente no esquema de cores da natureza, geralmente acompanhado de verde folha cria um ambiente tradicional. A combinação de vermelho e verde cria um ambiente em estilo Vitoriano, com um ar masculino. Já o vermelho e o branco juntos oferecem um look mais refrescante ao ambiente, em uma solução mais simples. Esta combinação tem sido usada há séculos em porcelanas, papel de parede e tecidos. Vermelho e ouro formam uma combinação opulenta e régia, evocando a riqueza oriental. A era vitoriana amava a combinação do vermelho profundo com o dourado queimado devido a sua associação com a riqueza a qual tinham grande prazer em ostentar. Tons de vermelho terracota tornam o ambiente convidativo e quente enquanto toques de vermelho em um tom mais brilhante injetam vida na decoração.


Violeta

O uso do violeta popularizou-se nos anos 60, com o púrpura. Em meados dos 60 o púrpura passou a apresentar tonalidades mais fortes, geralmente circundado pelo branco. No final dos anos 90 viu-se um renascer desta cor, em combinações mais claras e harmoniosas, como azul piscina claro e violeta; verde suave e lavanda, criando um ambiente menos gritante.

Certos tons de violeta podem ser muito intensos, tons pálidos como o lavanda, por outro lado, são frescos e estimulantes. O lavando combinado com o branco dá ao ambiente uma sensação de agudo frescor. Já combinado com amarelo, verde ou amarelo limão proporciona um ambiente vibrante e contemporâneo. Tons de púrpura combinam, de maneira confortável, com vários tons de verde tornando o ambiente leve e feminino. Uma combinação mais contemporânea é obtida com o uso do violeta e azul piscina claro. Vários tons de azul combinam harmoniosamente com o púrpura por serem parceiros naturais na roda de cores. Verde é uma cor universalmente aceita como parceira da maioria das cores e púrpura não é exceção. A combinação de púrpura e verde cria uma atmosfera em estilo campestre.


Azul

Na decoração o azul cria um ambiente formal adicionando uma certa qualidade de frescor a atmosfera. Na natureza o azul é a cor de flores, lagoas e do oceano profundo. Nos tons suaves das regiões norte ou no tom vibrante do mediterrâneo.

Para um contraste forte use o vermelho para acentuar um ambiente onde o azul impera. Vermelho puro combina bem com azul profundo dando ao ambiente uma aparência forte. Já o rosa é um ótimo parceiro para o azul pálido, suavizando o ambiente. Amarelo e azul é uma combinação popular tornando o ambiente vibrante, porém equilibrado. Quando em sua forma pura e forte passam um ar de vitalidade em um esquema de decoração no estilo mediterrâneo. Para uma aparência mais suave use tons de amarelo limão pastel e azul céu pálido, adicionando calor e suavidade à decoração. Azul e amarelo funcionam bem quando as duas cores possuem a mesma tonalidade (quando uma não é mais forte que a outra). Azul e branco formam uma atmosfera suave, fresca e bastante tradicional ainda que sem muita imaginação.


Verde

O verde como o violeta situa-se na roda de cores entre cores mães quente e fria (azul e amarelo). Entretanto como a cor dominante, neste caso é o azul, o verde é considerado como cor fria. Com exceção do verde limão que possui um brilho forte e quente.

Para um ambiente mais relaxante e enaltecido, trabalhe com o verde azulado. O verde em tom azulado como o verde piscina possui algumas das qualidades refrescantes do azul. Os tons de verde azulado são bastante populares e contemporâneos. Porém vem sendo usados através da história e possuem conexões com os estilos regionais como o estilo escandinavo Sueco Gustaviano (um tom de reserva barroca, um toque de rococó, alguns detalhes orientais e uma formalidade neo-clássica), aonde o azul ovo de pato, uma cor com tonalidade esverdeada é usada generosamente.
Verde, verde azulado e verde amarelado são tons que tornam um ambiente relaxante. Para maior dramaticidade use uma cor contrastante como o vermelho. Já os tons de verde e vermelho na forma de rosa e verde suave combinam para criar uma parceria muito delicada e equilibrada. Combinar verde suave com tons de terracota e burgundy puxando para o marrom dá ao ambiente um brilho caloroso associado ao estilo provençal.


Amarelo

O amarelo é uma das cores mais usadas universalmente. O uso amarelo brilhante foi introduzido no início do século XIX, combinado com o preto e com o vermelho quente. Combinação que se tornou muito popular no estilo neoclássico.
O uso do branco enfatiza as propriedades das cores próximas. Faz com que o amarelo pareça mais vivo e forte, já os tons de creme se tornam ricos e frescos. Para uma combinação contrastante em um ambiente de paredes amarelas use o azul. Amarelo e azul fazem uma combinação bastante equilibrada uma vez que são cores opostas na roda de cores. A combinação de amarelo sol com o azul mediterrâneo profundo cria um visual vibrante, moderno e animado. Já o amarelo creme e o azul chinês oferecem um efeito mais calmo e tradicional. Lembre-se a combinação amarelo e azul deve ter o mesmo valor tonal, ou seja, a mesma intensidade de cor.

O verde acentua perfeitamente um ambiente decorado basicamente em tons que vão do amarelo ao dourado. Verde limão acrescenta um fresco cítrico ao amarelo vivo. Enquanto o verde prateado adiciona interesse ao ambiente mais tradicional. No caso de um equilíbrio no uso do amarelo e verde, uma terceira cor pode ser usada para dar profundidade e contraste ao ambiente. Neste caso o ideal é a escolha de uma cor oposta a estas na roda de cores, como o rosa ou vermelho. Adicionando toques de pêssego ou terracota em detalhes complementares da decoração.
A combinação de amarelo e rosa é poderosa e excitante. Novamente mantenha a mesma tonalidade nas duas cores. O amarelo vivo e o cereja formam uma atmosfera contemporânea. O amarelo e o rosa ou coral rosado criam um ambiente tradicional, fresco e ensolarado. Já a combinação de amarelo e verde grama ou abacate claro acentuam as cores do ambiente.


Laranja

Sendo uma cor secundária o laranja possui muitos dos atributos de suas cores mães: a alegria do amarelo combinada com a vibração e calor do vermelho. No Japão e na China é considerada uma cor sagrada, representando alegria e saúde. Os budistas a usam para denotar as alegrias da humildade. O laranja deve ser usado com cuidado. Grandes quantidades podem tornar um ambiente muito intenso e sobrecarregar os sentidos. É mais sábio usar um tom mais suave de laranja ou optar por tons como terracota e abricó em vez do laranja vivo e vibrante.

Em um vestíbulo ou corredor gelado, o uso de um laranja pastel combinado com verde claro é uma boa opção. Outra opção é o uso do laranja terracota com verde suave, desde que o local tenha boa iluminação natural ou artificial. Para um efeito mais vibrante, o laranja vivo pode ser combinado com azul céu, azul cobalto, verde limão ou violeta, criando uma sensação mais contemporânea.
Tons de laranja queimado combinam muito bem em ambientes tradicionais, fazendo com que ambientes amplos e rígidos tornem-se mais confortáveis e acolhedores. Evite laranja vivo em ambientes tradicionais. Vai dar uma sensação de sinteticidade ao ambiente. Neste caso,opte por tons puxando para o terracota e abricó, muito mais característicos dos estilos clássicos e históricos. Nunca use laranja com preto, esta combinação tem a capacidade de drenar as emoções e o calor, fazendo com que as pessoas se sintam vazias e miseráveis.