Se você está no estado de Kwazulu-Natal, na África do Sul, (Durban é a capital), não deixe, em hipótese alguma, de ir até Lesotho e imediações, no chamado platô DRAKENSBERG.

É uma região super montanhosa e verde, (tem cada visual
inimaginável !), com montanhas chegando a 3 mil metros de altura. Existem excursões que partem de Durban e podem durar um dia ou mais, depende só de você. Para chegar em Lesotho (chamado de Reino das Montanhas) só existem duas entradas. Uma delas - a mais sensacional - é saindo de Himeville e subindo os quase 3 mil metros de altura de uma estrada de pura adrenalina, onde só podem subir veículos com tração nas quatro rodas e é sugerido que nenhum carro circule sozinho, pois em caso de algum acidente, tem sempre alguém por perto. Essa região, é coalhado de parques nacionais (Natal Parks Board, Royal Natal e Giant's Castle). Passaporte é requisito básico para entrar lá e sem ele nada feito.

O lugar onde se chega chama-se Sani Pass. Iguais a essa tal estrada que se pega para chegar lá, só existem mais duas no mundo (que são mais altas, ou tão altas quanto). Uma fica no Tibet e a outras nos Andes.

No caminho, entre precipícios, pedras e riachos que cruzam a estrada e entre flores nativas da região, é mais que comum encontrar macacos babooans, impalas, reeboks e outros bichos mais. Assim, subindo ao mais alto "pass" da África do Sul, chega-se ao Sani Top. Tem exatos 2.865 metros de altura. Parece um outro mundo: uma superfície plana, verde, com pequenos riachos cruzando pelo solo e algumas cabanas de pedra onde moram os pastores da região. Lembra um pouco as estepes da Mongólia!

As pessoas são simpáticas, embora seja necessário alguém para traduzir caso você esteja afim de puxar uma conversa com os nativos. Os adolescentes posam para fotos mediante um dinheirinho. Vale a pena, pois cada um deles tenta extrair, do mínimo de roupa, o máximo de efeito!

O mais maluco dessa história é que, nesse lugar ermo, esquecido do mundo, totalmente diferente do resto da região, você encontra um pub. Isso mesmo, um pub licenciado- Sani Pub and Chalet- onde é possível passar a noite. Além de um bom almoço, tomando aquele Gin Tonic ou uma cerveja tri gelada, da pra
ver da enorme sala de vidros uma parte da região. Nessa hora é que a gente imagina que realmente o local faz jus ao nome: o reinado das montanhas, porque é alto pra dedéu e lá de cima, o visual é pra não esquecer nunca mais... montanhas e mais montanhas!

Dicas para chegar lá:
African Makietie Tours - P.O.
Box 1535 -Kloof/3640

email: makietie@webscape.co.za


Jonathan Aldous Tours -

Tel: (033) 70 11 466 /

Fax (033) 70 11 626

 

Além das paisagens inesquecíveis, o que também não dá para esquecer
é a singularidade das roupas e das pessoas que vestem essas roupas.

Quando eu penso em estilo, sempre me lembro desse povo, pois achei a moda que eles inventaram por lá algo super diferente. Na verdade, pelo fato dessa aldeia estar localizada nas alturas, o frio come solto por lá, principalmente à noite. Durante o dia, venta um pouco, mas não é tão gelado assim.

Então, para segurar essa onda de frio e calor, a invenção é a seguinte:capa-cobertor!

Os homens andam com cobertores amarrados no corpo - como se fossem uma capa, tendo embaixo apenas uma cueca. Como complemento, usam galochas de borracha. Cada pessoa tem um desenho diferente na galocha, pois eles reaproveitam as antigas, recortam o cano criando desenhos diferentes e recolocam por cima das novas, assim cada galocha é diferente da outra.

Os moradores dessa parte do Lesotho têm um estilo forte. Comprovam que a criatividade não depende nem de dinheiro, nem de material especial. Alguns usam colares de miçangas, parecidos com os colares da cultura Zulu.

Estilo não é para quem pode, é para quem quer!

[áfrica]