Depois da exuberância de Inclassificáveis, projeto que arrebatou os fãs e a crítica especializada, Ney Matogrosso apresenta seu novo trabalho: Beijo Bandido. Quase um contraponto a "pegada" roqueira do projeto anterior, Beijo Bandido mergulha em uma atmosfera quase camerística.

O título, inspirado na letra de "Invento" (Vitor Ramil), dá o tom das intenções de Ney ao se aventurar em um projeto no qual a criteriosa seleção de repertório é sublinhada pela excelência vocal de seu intérprete. "Segredo" (Herivelto Martins / Marino Pinto), "De cigarro e cigarro" (Luiz Bonfá) e "Tango para Tereza" (Evaldo Gouveia / Jair Amorim) são exemplos de clássicos do cancioneiro popular incluídos no projeto. A MPB de acento pop está representada por "Nada por mim" (Herbert Vianna/Paula Toller) e "Mulher sem razão" (Cazuza / Dé / Bebel Gilberto), entre outros destaques de Beijo Bandido.


Ocimar Versolato, responsável pelos figurinos de Ney desde o projeto "Estava Escrito", repete a dobradinha e vai além: é dele a direção artística do projeto gráfico do novo CD. As fotos de capa e encarte são de Rogério Mesquita, autor da foto ao lado.

Beijo Bandido, traz 14 canções e está nas lojas desde outubro. Conheça agora o novo CD e ouça trechos de cada música clicando aqui.


Fonte: EMI.