Publicidade

 
A mangaká mais conhecida do Brasil: Erica Awano

19/04/2005 - Escrito por: Petra Leão
Exclusivo: Erica Awano fala ao OHAYO!

A manga-ka brasileira conta um pouco sobre seu trajeto e novidades sobre seu trabalho!

Conte um pouco sobre você e como se deu seu envolvimento com os quadrinhos.

A meu respeito não há muito a ser dito. Sou formada em Letras pela USP, não era leitora de quadrinhos, orientais ou não, nessa época - apesar de ter lido muitos volumes de mangás femininos até os 12 anos. O interesse pelo assunto quadrinhos veio quando uma amiga me obrigou a ler o Sandman de Neil Gaiman, mas
não foi muito longe, em termos de temática e autores, sempre se mantendo ao redor do referido escritor.
A entrada nesse mercado veio por acaso, de certa forma, influenciada por Sandman. Para obter os volumes dessa saga, acabei indo com mais freqüência às bancas e, conseqüentemente, entrando em contato com assuntos que normalmente não veria numa faculdade.

O mercado de quadrinhos profissional no Brasil não é muito chamativo. Como acabou indo parar nele?

Numa dessas visitas às bancas, conheci a Animax, uma revista de
animação japonesa e acabei entrando em contato com o editor. Foi pura sorte, o mercado ainda carecia de profissionais, então estava dando chance para toda a sorte de iniciantes - lugar certo e hora certa. Achei que fosse uma chance de fazer o que gostava, pelo menos por algum tempo. Não acreditava que pudesse ir muito longe, já que não dispunha de recursos para me especializar em ilustração ou o que fosse necessário para me tornar profissional. Mas o tempo passou, de alguma forma fui presenteada com chances que me deram a oportunidade de conhecer e também
crescer com alguns profissionais com os quais pude trocar conhecimento.

Fale um pouco dos trabalhos que já realizou!

Apesar de estar atuando já há algum tempo, minha lista de trabalhos com quadrinhos em específico é bem pequena. Profissionalmente considero o Street Fighter Zero (Editora Trama) meu primeiro trabalho de verdade, principalmente porque implicava em trabalhar com uma pessoa que eu não conhecia e que tinha idéias completamente diferentes das que eu estava acostumada,
isso sem falar em ter de desenhar coisas que não gostava ou não entendia. Depois disso veio a Holy Avenger (Editora Talismã) que tomou os últimos 4 anos e meio, que foi um verdadeiro exercício de perseverança e paciência, hehehe!
Descobri que mesmo fazendo o que se gosta, existe a chance de se aborrecer - e muito - e que não difere em nada de um trabalho qualquer quando bate o stress.
Entre uma revista e outra da Holy, eu desenhei uma história curta para o Mangá Tropical, álbum que saiu pela Via Lettera e que foi bastante gratificante porque me levou um pouco para fora dos cenários medievais.

Poderia falar um pouco dos prêmios que já ganhou?

Ganhei um prêmio Angelo Agostini como arte-finalista em 2003 - antes disso só um diploma de honra ao mérito na quarta série do primeiro grau...

Agora que Holy Avenger chegou ao fim, quais são as novidades
acerca de seu trabalho?

Novidades sobre meu trabalho nem são tantas assim, além da saída da Holy da Editora Talismã e da ida para a Editora Mythos, que de fato não muda em nada o que eu tenho feito na revista, só algumas propostas e um quadrinho de 12 páginas que vai para a nova revista de RPG que está sendo feita para a Editora Mantícora. E, é claro a animação que está sendo desenvolvida para a Holy Avenger. Por enquanto a minha parte se limitou aos desenhos para a abertura, model sheets e alguns cenários. O primeiro capítulo está sendo desenvolvido pela Denise Akemi e Lydia Megumi, eu entro no segundo.

Alguma previsão de trabalho seu para breve?

Meu projeto mais recente em quadrinhos é essa história de 12 páginas que está com o título provisório de Dragon's Bride. De novo uma aventura do tipo medieval, de novo com o roteiro de Marcelo
Cassaro, mas agora situada num cenário afastado da Holy. Tudo ainda está no começo, então eu mesma só tenho uma idéia geral do que vai ser. Por enquanto estou me divertindo com algumas partes da criação, como cenários e personagens, vamos ver o que ainda vem pela frente...

(Editado por: David Denis Lobão / Desenhos: Divulgação)


Personagem Vitória

Holy Avenger

Mercenários

Página inédita de Erica Awano
Produzido por ©YAMATO CORPORATION - Conteúdo por ©YAMATO EDITORA - Design por ©T2 Studio - 2004/2009
Copyright: Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da ZN Editora.