Publicidade

 




Filme de Bubblegum Crisis
14/05/2009
Escrito por: Tom Marques
Editado por: Tom Marques

Um acordo entre produtoras de três países planeja produzir a versão em live-action da série animada "Bubblegum Crisis", criada pelo extinto estúdio ARTMIC entre os anos de 1987 e 1991.

A australiana Arclight Film, a canadenese Wizzfilms, a chinesa Infotainment e a britânica Latec International recolheram 30 milhões de dólares para o projeto que terá lançamento mundial em 2012 e rodado na Austrália.

Segundo o jornal The Hollywood Reporter, o elenco principal será composto por "dois líderes homens e o quarteto das jovens garotas armadas, duas ocidentais e duas orientais", disse um porta-voz do grupo.

O estúdio Mokko, parceria da Wizzfilms com o diretor ganhador do Oscar, Anthony LaMolinara ("Homem-aranha", Homem-aranha 2") fará a pós-produção. Os antigos funcionários do estúdio ARTMIC, Shinji Aramaki (roteiro e design mecânico) e Kenichi Sonoda (design de personagnes) participarão do projeto para manter fiel a série original.

A série

Bubblegum Crisis possui apenas 8 episódios, criada pelos estúdios de animação AIC, ARTMIC Studios e Youmex e lançada no formato OVA em 1987 no Japão.

Após um grande terremoto, a cidade de Tóquio se dividiu em dois. A diferença entre ricos e pobres é maior do que nunca, e sobre todos recai a sombra da torre babilónica da mega corporação Genom, que tem como principal produto os Boomers - seres artificiais utilizados para substituir os humanos no trabalho manual.

Servem também como instrumentos mortais nas mãos de indivíduos implacáveis com uma agenda própria. E mesmo a AD Police, especialmente criada para combater os violentos Boomers, nada pode fazer. Contra os vilões opõe-se uma equipa de quatro mulheres vigilantes em armadura - as Knight Sabers, que lutam para proteger Mega Tokyo.

Imagens: Divulgação

Produzido por ©YAMATO CORPORATION - Conteúdo por ©YAMATO EDITORA - Design por ©T2 Studio - 2004/2009
Copyright: Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da ZN Editora.