Publicidade

 




Fãs pedem: SBT salve o Chaves
04/03/2009
Escrito por: Eduardo Gouvêa
Editado por: Tom Marques

Umas das séries de maior popularidade na televisão, "Chaves", juntamente com "Chapolin", é tão querido pelos fãs que há comunidades e fóruns espalhados pela internet com milhares de integrantes. A busca por episódios raros e até mesmo inéditos (a série é dos anos 70) mantém a discussão entre os fãs.

Recentemente o grupo "Fã-Clube CHESPIRITO-Brasil" faz um abaixo-assinado pedindo a volta dos episódios perdidos ao SBT, emissora que exibe a série. A seguir segue o texto integral do manifesto:

Olá, meu nome é Eduardo Gouvêa. Tenho 23 anos. Moro em Niterói e, estou escrevendo em nome de milhares de pessoas. Faço parte da Diretoria de um dos maiores Fã-Clube's CH do país: o "Fã-Clube CHESPIRITO-Brasil". O que ocorre? Desde que as séries CH estrearam no Brasil (1984), episódios em quantidade vêm desaparecendo gradativamente. Já em 1984 (primeiro ano, veja só), um episódio de Chapolin sumiu. No ano seguinte, mais um. Sem contar que, Chaves teve episódios que foram exibidos uma única vez. Em 1988, o SBT comprou mais um lote de episódios somente de Chaves e o episódio de estréia que, acredite: conseguiu bater o Jornal Nacional, só foi apresentado naquele dia. Nunca mais se viu. E a outros ocorreu a mesma coisa. Em 1990, veio um novo lote de Chapolin. O episódio "A Bola de Cristal" teve sua estréia nesse mesmo ano, desaparecendo logo em seguida. Em 1992, foi a avalanche: com um novo lote de cada série adquirido, todos os episódios que vieram e eram versões alternativas de outros que já eram exibidos, os substituíram. Em 1998, o SBT surtou e uma inesquecível quinta-feira, exibiu às 21 horas, um especial "Chapolin" (que na época estava fora da grade), e o episódio daquela noite, não será esquecido jamais: a exibição integral da versão de Chespirito para o clássico "Romeu e Julieta". Esse episódio é constituído de duas partes, porém, por 8 anos (o episódio estreou no Brasil em 1990), o Brasil só conheceu a parte 1 do mesmo. A segunda jamais havia sido vista até aquela noite. E o curioso é que depois disso, o episódio voltou a ser exibido pela metade em seu horário regular. Em 2003, ambas as séries ficaram fora do ar, por exatamente um mês. Ao regressarem, Chapolin não trouxe grandes novidades, apesar de que as cópias dos episódios, foram claramente remasterizadas. Porém, o Chaves, trouxe uma semana de alegria: oito episódios que estavam fora do ar desde 1990 e 1992, voltaram a ser exibidos sem qualquer tipo de anúncio. Mas com certeza eles sabiam que eram episódios perdidos, porque passaram todos em seqüência. Chapolin, devido à baixa audiência, não agüentou mais que três semanas no ar. Saiu e ficou uns dois anos fora, até que retornou somente aos sábados. E aí sim, vieram as surpresas: os dois episódios que saíram do ar em 1984 e 1985, foram exibidos nos terceiro e quarto sábado de exibição em cópias maravilhosas. As exibições seguiram-se com vários outros episódios perdidos e também, acredite: INÉDITOS. Ou seja, episódios dublados desde 1984, 1990 e 1992, tiveram suas estréias decretadas em 2005 / 2006 / 2007. Porém, a coisa não parou por aí. Chapolin mais uma vez saiu da grade, tendo no último sábado de exibição, mais um de seus inéditos. Pouco tempo se passou e um dia, houve uma surpresa: um episódio de Chaves que havia sido exibido uma única vez em 1988, ressurgiu das cinzas. Foi exibido como se fosse um episódio do dia a dia. Reapareceu do nada e tornou-se episódio de exibição regular. Em 2008, o SBT anunciou o retorno do super-herói de roupa vermelha. Lá vinha ele novamente. E as surpresas continuaram, pois, no segundo dia de exibição, mais um dos episódios inéditos apareceu. As surpresas seguiram por longo tempo (inclusive, agora a segunda parte da versão de "Romeu e Julieta", é exibida regularmente - vai entender). Inclusive, quando os episódios já haviam começado a reprisar, e achávamos que não vinham mais surpresas, dois episódios inéditos foram exibidos entre as ditas reprises. Agora parece que acabou mesmo... Ou melhor; não acabou. É fato consumado que o SBT possui mais episódios estocados e não os exibe mais (ou nunca exibiu), pois, ainda existe uma lista enorme de episódios perdidos e inéditos. Muitos foram mostrados em trechos no extinto "Falando Francamente" da Sônia Abrão; muitos, os fãs têm gravados na época, como também existem os "novos perdidos", porque, novamente as mãos do "monstro da gaveta" funcionaram. Após a remasterização dos episódios do Chapolin, as versões alternativas de episódios clássicos que apareceram, fizeram, com que novamente, as versões que existiam no ar antes, desaparecessem como por encanto. E também, há enredos maravilhosos de episódios, cuja versão é única e o SBT não exibe mais ou nunca exibiu. O próprio $$ afirmou que comprou 250 episódios só de Chaves. Se somarmos os clássicos com os perdidos, dá pouco mais de 150. Fora os de Chapolin que ninguém tem a idéia exata de quantos são.

Nos ajudem a fazer este Movimento chegar até às pessoas mais influentes no SBT, para ver se a emissora se toca e passa a exibir decentemente as séries CH no Brasil (país mais prejudicado em relação a CH, afinal, é um dos poucos países que não tem a maior parte dos episódios e ainda exibe praticamente menos da metade do que tem). Nenhum país, esconde episódios, muito menos substitui uma versão de uma história por outra (o SBT era o que menos devia fazer isso por conta da quantidade de episódios que possui, e no fim, é o único que faz no mundo inteiro).

Ainda foi feito um vídeo documentário sobre o movimento. Assista a um trecho aqui ou assista na íntegra dividido em cinco partes:

Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5

Foto: Divulgação

Produzido por ©YAMATO CORPORATION - Conteúdo por ©YAMATO EDITORA - Design por ©T2 Studio - 2004/2009
Copyright: Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da ZN Editora.