Escola Mirim do Olodum

A Escola Olodum tem como missão o desenvolvimento da cidadania e preservação da cultura negra, oferecendo um saber afro brasileiro e novas formas de conhecimentos adicionais àqueles adquiridos no sistema formal de ensino.

Esse projeto pioneiro de educação popular afro brasileiro teve origem no projeto Rufar dos Tambores, desenvolvido em 1984, pelo Olodum, composto de aulas gratuita de percussão de bloco afro, e dos cursos afro - brasileiros de curta duração.

Inicialmente visava atender uma solicitação da comunidade do Maciel/Pelourinho para que fosse formada uma banda de percussão integrada por crianças e adolescentes do bairro.

Eles viviam em situação de risco e vulnerabilidade social e sem perspectivas de integrar-se socialmente por conta do estigma marginal que na época existia contra os moradores da área.

Referência nacional e internacional

A Escola Olodum tornou-se um espaço real de participação e expressão da comunidade negra. É hoje uma referência nacional e internacional pela inovação no trabalho com arte, educação e pluralidade cultural.

Estimulou o surgimento de iniciativas similares, como
Grupo Afro Reggae-(RJ)
Grupo Unidos do Quilombos (SE)
Projeto Régua e Compasso
Arte no Dique (SP)

E em Salvador:
Bagunçaco
Paracatum
Escola Mãe Hilda
Instituto Ara Ketu
Projeto Axé

Escola Olodum - Uma escola do conhecimento afro-brasileiro