Capa

Poesia

Recitanda

Artigos

Especial

Informática

Arte & Idéias

Paulo Locatelli

Literatura

Entrevista

A vida depois do filme

Dezenas de moças e rapazes de comunidades carentes são selecionados para fazer cinema. O filme, "Cidade de Deus", faz sucesso e, vejam só, chega à disputa do Oscar, concorrendo a quatro estatuetas. Enquanto isso, três anos depois das filmagens, as vidas dos jovens seguem rumos tão diferentes que poderiam render um documentário. Uns chegaram ao elenco da TV Globo, outros seguem a vida no teatro e no cinema. Há quem esteja perdido, esperando oportunidades. E ainda um caso que destoa da ascensão da maioria: o de Rubens Sabino da Silva, o Neguinho da trama. Na vida real, ele foi preso em junho por causa de um assalto, e liberado dias depois.

A notícia da indicação ao Oscar do filme de Fernando Meirelles foi recebida com satisfação pelos atores, na maioria ainda morando em favelas. Mas altera pouco a rotina da turma que, desde o filme, trabalha duro para continuar no ofício da interpretação.

- Fiquei feliz e surpreso. Espero que, com as indicações, pinte mais trabalho para a gente - diz Alexandre Rodrigues, o Buscapé da trama.

Alexandre acumulou no currículo dois filmes após "Cidade de Deus: Bala Perdida", de Victor Lopes, e "Cafundó", de Paulo Betti. Hoje, com 20 anos, ele está de malas prontas para se mudar do morro do Vidigal para São Paulo. Como seu personagem, o narrador do filme de Meirelles, que trocou a bandidagem pela fotografia, ele quer conhecer a vida atrás das lentes.

- Vou fazer um estágio para aprender a parte técnica das filmagens na O2 (produtora de Fernando Meirelles).

Outro que quer conciliar a carreira de ator com um ofício diferente é Leandro Firmino da Hora, o intérprete do bandido Zé Pequeno. Colega de Alexandre em "Cafundó", ele é vice-presidente da ONG Nós do Cinema. Aos 25 anos, continua morando na Cidade de Deus e vai cursar Ciências Biológicas na Universidade Santa Úrsula este ano.

- O Fernando (Meirelles) prometeu me dar uma força nas mensalidades. Mas não vou abandonar o cinema e o trabalho em comunidade.

Para o grupo Nós do Morro, do Vidigal, de onde saíram 35 atores do filme, a disputa do Oscar ajuda a divulgar o trabalho conjunto. Por enquanto, todos estão trabalhando em peças. Parte deles atua em "Burro sem rabo", em cartaz no Planetário; outros estarão em "Sonho de uma noite de verão", que vai estrear no CCBB em abril). Quanto maior a visibilidade de "Cidade de Deus", maior a fila para entrar na companhia.

- Depois do filme, veio gente de todo o canto querendo participar do grupo. Com a história do Oscar, a seleção vai ficar mais difícil que vestibular - brinca o diretor Guti Fraga, 51 anos, o mais emocionado com a disputa pelas estatuetas.

A grande preocupação de Guti é impedir que o sucesso suba à cabeça dos meninos. E, pelo discurso deles, o objetivo está sendo alcançado.

- O filme foi importante para marcarmos presença no mercado. Mas nossa vida não vai mudar muito com essa história do Oscar. Vai servir para os próprios brasileiros nos valorizarem mais. Estamos firmes no teatro - explica Babu Santana, que depois de "Cidade de Deus" trabalhou nos longas "Uma onda no ar", de Helvécio Ratton, "Redentor", de Cláudio Torres, "As alegres comadres", de Leila Hipólito, e três curtas.

Marcelo Melo, 31 anos, colega de Babu no grupo e membro do bando de Zé Pequeno no filme, espera que a disputa pelo Oscar ajude a esclarecer uma injustiça.

"Eu estava aqui no escritório num papo com o Danny Huston, que deverá ser um dos atores de 'The Constant Gardener', quando fui bombardeado com a notícia destas nomeações. Minha primeira reação foi perguntar se a Academia havia enlouquecido de vez. Um filme em português ser nomeado para o Melhor Roteiro Adaptado? Um filme totalmente finalizado no Brasil nomeado para categorias técnicas como edição e fotografia? O que está acontecendo?" Fernando Meirelles, de Londres.

CURTAS

PRÊMIO INDEPENDENTE

Ano passado o prêmio Dynamite de Música Independente recebeu mais de 61 mil cliques via web. Este ano a premiação ocorrerá em abril e a votação popular acontecerá nos meses de fevereiro e março. Por isso, fiquem atentos! Informações adicionais podem ser obtidas no www.dynamite.com.br.

O ALIMENTO DA ALMA

O MADA deu seu primeiro passo para a edição 2004 do Festival Cultural "Música, Alimento da Alma". E manda o recado: se você faz parte de alguma banda, ou tem amigos que merecem uma chance, não deixe passar a oportunidade de participar de um dos mais conceituados festivais de música independente do Brasil. Mande CD demo + release + fotos para o endereço: Festival Cultural MADA/ rua praia de Maracajau , 8928/ Ponta Negra - Natal/RN, CEP 59094-190.

CASA DA RIBEIRA

Artistas potiguares estão cabisbaixos. O motivo? Mais um espaço para manifestações culturais no Rio Grande do Norte fechou esta semana: O Espaço Cultural Casa da Ribeira, na capital do Estado, fechou suas portas. Mas isto não ficará assim. Alguns articuladores natalenses estão se mobilizando para promover um ato público em frente à Fundação José Augusto, Câmara de Vereadores e Assembléia Legislativa.

MAIS UMA

A cobrança de 5% de Imposto Sobre Serviços (ISS) sobre a bilheteria de serviços de lazer, diversões, entretenimento e congêneres está dando o que falar. O motivo veio através da Lei de n.º 13.701 sancionada no dia 24 de dezembro e publicada, no dia seguinte, no "Diário Oficial". De acordo com o artigo 12, "exibições teatrais, cinematográficas, circenses, programas de auditório, parques de diversões, centros de lazer, boates, shows, balés, danças, desfiles, bailes, teatros, óperas, concertos, recitais, festivais" estão entre as dezenas de atividades previstas pela lei. Até taxi-dancings, dançarinas de 'gaiolas' em boates, terão de descontar o ISS sobre o pagamento auferido por seus serviços. Quem mais sofreu em Mossoró, foram os produtores de eventos considerados de pequeno e médio portes.

"Nunca esperei que um filme em português pudesse ser indicado ao Oscar de roteiro. Ainda não processei muito bem essa informação. O roteiro de 'Cidade de Deus' já tinha me dado muitas alegrias, desde o primeiro tratamento, quando foi selecionado para o Laboratório de Roteiros do Sundance Institute e ganhou o prêmio do WGA/MPA em 1999. Esse reconhecimento o sucesso do filme e agora a indicação para o Oscar não teriam tido sido possíveis sem o romance de Paulo Lins. Talvez eu tenha o mérito de saber escolher os melhores momentos e os melhores personagens para contar aquela história", Braulio Mantovani, de São Paulo.

"A incrível notícia de quatro indicações realmente me pegou de surpresa. Acredito que não exista uma boa montagem isoladamente; ela depende de outros fatores. O maravilhoso desempenho dos atores em conjunto com a talentosa direção, roteiro, fotografia, direção de arte e som fazem de 'Cidade de Deus' um filme que marca a história do cinema nacional", Daniel Rezende, de Toronto.

"O Fernando (Meirelles) me pediu que fizéssemos o que resolvemos chamar de 'não-fotografia'. Durante toda a filmagem, falávamos, brincávamos: como fariam em Hollywood para a gente fazer exatamente o oposto? E foi isto o que fizemos. Mas o que fizemos foi aproveitar a 'garra' com que toda a equipe se jogou no projeto. Mas sem dúvida o mais bonito para mim foi ter recebido a notícia de uma das melhores amigas justo quando estava aqui em Floripa, de férias", Cesar Charlone, de Florianópolis.

 .::HOME::.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EDITORIAS

Cotidiano

Economia

Esporte

Polícia

Política

Regional

Universo

OPINIÃO

Carol Fernandes

Cid Augusto

Editorial

Emery Costa

Giro pelo Estado

Laíre Rosado

Notas da Redação

Paulo Pinto

Pedro Carlos

Sérgio Chaves

Sérgio Oliveira

COLUNAS TEMÁTICAS

Assuntos do Comércio

Cinema em Foco

Direito em Pauta

Comentário Econômico

Mundo Digital

Nossa História

Charles Phelan

CIDADES

Alexandria

Areia Branca

Assu

Caraúbas

Macau

Médio Oeste

Patu

Pau dos Ferros

São Miguel

Umarizal

Vale do Apodi

SUPLEMENTOS

Empresa

Escola

Mais TV

EDIÇÕES ANTERIORES

ESPECIAIS

Chacina Prefeito

Barragem Santa Cruz

Vingt Neto

O JORNAL

Assinatura

Expediente

Histórico

Painel do Leitor

SERVIÇOS

102 ON-LINE

BANCO DO BRASIL

CAERN

CAIXA ECONÔMICA

COL. MOSSOROENSE

CORREIOS - CEP

COSERN

DETRAN

DICIONÁRIO ON-LINE

ESAM

FOLHA DIRIGIDA

GOVERNO DO ESTADO

HORÓSCOPO

IDEC

INDICADORES

RECEITA FEDERAL

TÁBUA DE MARÉS

TELEMAR

TRADUTOR ON-LINE

UERN

UFRN

 

 

 

 

 

 

ENQUETE

Você concorda com o programa Fome Zero?
Sim
Não
Votar
resultado parcial...

 

 

 

 

 

 

Mossoró-RN, de 2003