Mossoró-RN, domingo 03 de fevereiro de 2008

FUJA DO CARNAVAL PELO ROTEIRO DAS LAGOAS NO LITORAL SUL

ALEXANDRO GURGEL
alex-gurgel@oi.com.br

Nísia Floresta - O turismo no Litoral Sul do Rio Grande do Norte, partindo da capital, não é somente praia. Há várias lagoas que merecem destaques por suas belezas inconfundíveis e total isolamento no meio da Mata Atlântica. O município de Nísia Floresta, a 40 quilômetros de Natal, abriga o maior complexo de lagoas do Estado, são mais de 15 lagoas espalhadas por 321 km² da área do município.

Nessa região, as lagoas mais conhecidas e mais visitadas são: Arituba, Bonfim, Carcará, Alcaçus e Boágua. A lagoa de Arituba é a mais famosa e fica bem próxima ao mar; já a lagoa do Bonfim é a maior e a mais procurada pelos windsurfistas; a lagoa do Carcará tem as águas mais limpas e transparentes; a Boágua é a menos freqüentada e, conseqüentemente, mais tranqüila.

O "Roteiro das Águas", um itinerário alternativo criados por alguns bugueiros, tem levado os turistas a conhecer essas lagoas, percorrendo um corredor encravado no meio da Mata Atlântica, onde os visitantes também podem observar extensas áreas de canaviais e tanques de criação de camarão. Fazenda de criação de gado e vastas áreas de pastos também são vistas ao longo do caminho.

No percurso para a lagoa do Carcará, o Engenho Papary oferece uma degustação da cachaça artesanal produzida no local. No sítio Timbó, 1,5 km antes da lagoa do Carcará, as mulheres ficam nas calçadas, trabalhando na confecção de rendas e labirintos, que são vendidos a preços muito inferiores aos encontrados nas lojas de artesanato de Natal.

Visitando a lagoa do Carcará pela primeira vez com a família, a turista carioca Elizabeth Pimenta disse que o lugar tem uma atmosfera caribenha, pela rusticidade e suas águas transparentes. "Além de ser um lugar maravilhoso, as crianças podem se divertir com tranqüilidade na água. Acho que é seguro", ressaltou.

A borda da lagoa abriga uma grande faixa de águas rasas com areia alva, proporcionando banhos demorados em águas mornas. Para os turistas que querem manter a forma com diversão, a lagoa do Carcará também é lugar para a prática de windsurf e caiaque. No local, há comerciantes que alugam o material.

O "Roteiro das Águas" ainda é pouco explorado pelos turistas porque não há divulgação do itinerário, conseqüentemente, pouca gente sabe que existe tal passeio. Somente o visitante mais antenado procura esse tipo de roteiro alternativo e se deleita com uma natureza exuberante longe da beira do mar.

Gastronomia com Água na boca

Na lagoa do Carcará o turista pode saborear um delicioso ensopado de camarão com arroz caseiro ou se deliciar com a isca de peixe ao molho de ostras. Tudo acompanhado de água de coco ou cerveja gelada, recebendo um vento fresco no rosto, na sombra de um enorme cajueiro.

Para os paladares mais exigentes, há um charmoso restaurante em Nísia Floresta onde uma antiga estação de trem foi transformada no Restaurante Papary (antigo nome do município e nome da própria estação).

Em sua mesa são sempre servidas iguarias finas, aproveitando a culinária regional a base do peixe e dos frutos do mar, como a caldeirada (moqueca de badejo e o arroz de polvo). Mas, também o restaurante oferece opções com os tradicionais pratos para clientes que preferem, por exemplo, um filé ao molho madeira ou uma saborosa galinha caipira à moda da casa.

Uma característica peculiar no "Roteiro das Águas" é que os preços dos pratos - mesmo os mais caros - são relativamente baratos quando comparados com as tabelas de restaurantes do eixo Rio - São Paulo. Por isso, a gastronomia acaba implícita no roteiro. Pode se fazer uma refeição com qualidade (e quantidade) pagando-se em média entre 12 e 30 reais por pessoa.

Perfil da Lagoa do Carcará

A lagoa do Carcará está localizada no município de Nísia Floresta, na região Costeira ao sul de Natal. A lagoa faz parte do chamado sistema "Lacuste Bonfim", o qual também é composto pelas lagoas Redonda, Boágua, Arituba, Alcaçus, Ferreira Grande, Urubu e Carcará, encontrando-se inserida dentro de um bloco triangular, tendo ao norte o rio Pium, ao sul o rio Trairí e leste a linha da costa do Oceano Atlântico.

Como chegar:

Para quem está no litoral sul, o acesso está após a praia de Tabatinga, na rodovia RN-023, através do acesso ao sítio Timbó. E para quem está em Nísia Floresta é a mesma rodovia, só que o acesso é a partir da localidade conhecida como Tororomba, também em direção ao Timbó.

Distância:

40 km de Natal

Prato típico:

O município se orgulha de oferecer o melhor camarão do Rio Grande do Norte. São inúmeros pratos feitos com o crustáceo, dos mais típicos aos mais sofisticados.

 

Copyright,© 2000-2006 - Editora de Jornais Ltda - Todos os direitos reservados
Site melhor visualizado em 800x600

contador, formmail cgi, recursos de e-mail gratis para web site