EDITORIAS

:: Cotidiano

:: Economia

:: Esporte

:: Polícia

:: Política

:: Regional

:: Universo

OPINIÃO

:: Editorial

:: Notas da Redação

:: Laíre Rosado

:: Emery Costa

:: Pedro Carlos

:: Cid Augusto

:: Giro pelo Estado

:: Sérgio Oliveira

:: De Olho na Mídia

SOCIAIS

:: Paulo Pinto

:: Carol Fernandes

:: Clickvip

SOCIAL-CIDADES

:: A notícia é

:: Alexandria

:: Almino Afonso

:: Apodi

:: Areia Branca

:: Caraúbas

:: Macau

:: Patu

:: Pau dos Ferros

:: São Miguel

:: Umarizal

O JORNAL

:: Assinatura

:: Expediente

:: Histórico

:: Painel do Leitor

 

 

Areia Branca dá adeus ao ex-prefeito Alfredo Rebouças

 

AREIA BRANCA - O município de Areia Branca perdeu uma das suas expressões políticas na década de 60. Faleceu na terça-feira, 8, por volta das 23h, em Natal, de insuficiência pulmonar, o ex-prefeito Alfredo Rodrigues Rebouças, aos 79 anos de idade. O sepultamento ocorreu ontem, 9, no Cemitério São Sebastião, às 13h, com grande acompanhamento.

De acordo com informações colhidas pela reportagem junto a familiares, há mais de um mês o ex-prefeito estava hospitalizado no Instituto do Coração devido a complicações no seu estado de saúde. Na noite da terça-feira passada veio a óbito, depois de sair da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital e estar em processo de recuperação.

As primeiras notícias sobre a morte do ex-prefeito começaram a circular na cidade ainda na noite do ocorrido, dando conta de que seria feito o traslado do corpo para Areia Branca, onde seria velado e posteriormente sepultado no campo santo local. A morte de Alfredo Rebouças causou comoção na cidade pelo fato de ter sido uma pessoa bem relacionada como comerciante e como militante na política.

Logo que soube do fato, o prefeito Manoel Cunha Neto, "Souza" (PP), que se encontrava em Brasília (DF) cumprindo agenda administrativa, decretou luto oficial por três dias, além da suspensão das atividades no âmbito da municipalidade, inclusive nos estabelecimentos de ensino da rede municipal.

Também foram adiados alguns eventos programados para ontem, como a inauguração da sala do canal Futura, instalada na Fundação Areia Branca de Cultura, e o lançamento do livro "Memórias Fotográficas de Areia Branca", de autoria do fotógrafo areia-branquense Antônio do Vale, o popular "Toinho do Foto".

Tanto a entrega da sala da TV Futura como o lançamento do livro de "Toinho do Foto" foi reagendado para esta quinta-feira, 10, respectivamente às 9h e 19h, na Fundação Areia Branca de Cultura. Apesar do luto oficial pela morte do ex-prefeito prevalecer, as repartições públicas e escolas do município retomam hoje suas atividades normais.

TRAJETÓRIA - O ex-prefeito Alfredo Rebouças governou o município a partir de 31 de março de 1969. Antes, ele exerceu o mandato de vereador e teve participação ativa no processo político local em memoráveis campanhas eleitorais. Apesar de ter constituído uma família numerosa, apenas um dos seus filhos herdou do pai, de maneira direta, a paixão pela política. É o médico José Alfredo Rebouças, que foi vice-prefeito e prefeito de Areia Branca na década de 80 e atualmente coordena o programa de hospitais do Estado.

Outro filho ilustre do ex-prefeito é o desembargador João Batista Rebouças, que construiu um currículo invejável como juiz de Direito com atuação destacada em diversas comarcas do interior e da capital, até galgar o posto mais elevado na esfera do Judiciário estadual.

O corpo do ex-prefeito Alfredo Rebouças chegou a Areia Branca, ontem, procedente de Natal, por volta das 11h, seguindo direito para a igreja matriz onde houve missa de corpo presente celebrada pelo padre Raimundo Ricardo Sobrinho. Familiares, amigos e contemporâneos do saudoso político lhes renderam homenagens. Mesmo ausente, o prefeito "Souza" enviou uma mensagem onde o governante expressou o sentimento de perda à família enlutada e falou da trajetória do patriarca dos Rebouças.

Depois do cerimonial religioso o corpo permaneceu no interior da igreja matriz para visitação. Em seguida, o cortejo fúnebre se dirigiu para o Cemitério São Sebastião e por volta das 13h, desceu ao jazido da família. No meio da multidão que acompanhou o funeral estavam lideranças políticas locais e da região, juízes, desembargadores, representantes dos diversos segmentos e o povo em geral.

 

 

Copyright,© 2000-2006 - Editora de Jornais Ltda - Todos os direitos reservados
Site melhor visualizado em 800x600