EDITORIAS

:: Cotidiano

:: Economia

:: Esporte

:: Polícia

:: Política

:: Regional

:: Universo

OPINIÃO

:: Notas da Redação

:: Laíre Rosado

:: Emery Costa

:: Cid Augusto

:: Sérgio Oliveira

:: De Olho na Mídia

SOCIAIS

:: Paulo Pinto

:: Carol Fernandes

:: Clickvip

:: Clube do Vaqueiro

SOCIAL-CIDADES

:: Alexandria

:: Almino Afonso

:: Apodi

:: Areia Branca

:: Assú

:: Caraúbas

:: Macau

:: Patu

:: Pau dos Ferros

:: São Miguel

:: Umarizal

O JORNAL

:: Assinatura

:: Expediente

:: Histórico

:: Painel do Leitor

TEMPO

 

COTAÇÕES

 

 

 

Casa de Saúde Dix-sept Rosado amplia atendimento

 

A Casa de Saúde Dix-sept Rosado amplia e procura melhorar o atendimento a pacientes de Mossoró e de outras cidades. De acordo com estatísticas gerais feitas pela administração do hospital, pessoas de 120 cidades de todo o país receberam atendimento ou realizaram algum tipo de procedimento cirúrgico no ano passado. Desde municípios próximos como Caraúbas, Grossos, Ipanguaçu e Areia Branca até cidades como Paulista, em Pernambuco, Salvador, na Bahia, e até pacientes do Paraná.

O atual administrador do hospital, médico Júlio César Garcia, revelou que a Dix-sept Rosado tem diversificado os serviços cada vez mais e por isso conseguiu universalizar o atendimento. "O hospital é pioneiro em cirurgias cardíacas fora da capital (Natal), em hemodiálise, tomografia, ultra-sonografia, UTI e UTI neonatal e em medicina nuclear. Além de sermos pioneiros nesses serviços, atendemos serviços oncológicos em parceria com a Liga do Câncer", comentou Júlio César.

Além disso, pelos números divulgados nas estatísticas fica evidente a prevalência dos atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Dos 10.031 atendimentos realizados ano passado, 8.442, ou seja, 84% dos atendimentos, foram para o SUS.  Além disso, o administrador ainda revelou que a Dix-sept Rosado pretende aumentar ainda mais os serviços. "Pretendemos ampliar a UTI neonatal de três para seis leitos e ampliar os leitos da UTI adulta para suprir a demanda para pacientes do SUS", explicou Júlio César. O administrador revelou que conta com a ajuda de investimentos do governo do Estado e da Prefeitura Municipal de Mossoró (PMM) para concluir as obras o mais rápido possível.

Ele acredita que a deficiência dos hospitais da cidade e a qualidade no atendimento do hospital que tem perfil médico de alta complexidade ajudam na valorização da casa de saúde nesses 67 anos de atuação. Com 145 leitos e 292 funcionários trabalhando, o hospital já se prepara para iniciar o processo de Certificação de Qualidade Hospitalar fornecido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA).

Para melhorar ainda mais o atendimento, o hospital está passando por reformas em vários setores, entre eles recepção, UTI neonatal, ampliação dos apartamentos, reforma do centro obstétrico, ampliação dos leitos de UTI adulto e construção do centro administrativo. Além de investir em estrutura, o hospital está privilegiando a área científica através da realização da "Jornada Científica de Cirurgia Cardíaca". "Essa jornada será realizada em parceria com a Sociedade de Medicina de Mossoró e será uma espécie de curso de atualização em urgência cardiorrespiratória e será ministrado pelo cardiologista Fabiano Jucá. Ele é especialista em cirurgia cardíaca, tem pós-graduação em Londres e é chefe da equipe de cirurgia cardíaca", revelou Júlio César.

Em 2008 foram realizados:

10.031 atendimentos, entre exames e cirurgias;

6.259 pacientes só de Mossoró;

3.772 pacientes de outras cidades, representando 42% dos pacientes atendidos;

3.718 partos;

8.442 pacientes só pelo SUS, representando 84% dos atendimentos.

Copyright,© 2000-2006 - Editora de Jornais Ltda - Todos os direitos reservados
Site melhor visualizado em 800x600

contador, formmail cgi, recursos de e-mail gratis para web site