EDITORIAS

:: Cotidiano

:: Economia

:: Esporte

:: Polícia

:: Política

:: Regional

:: Universo

OPINIÃO

:: Notas da Redação

:: Laíre Rosado

:: Emery Costa

:: Cid Augusto

:: Sérgio Oliveira

:: De Olho na Mídia

SOCIAIS

:: Paulo Pinto

:: Carol Fernandes

:: Clickvip

:: Clube do Vaqueiro

SOCIAL-CIDADES

:: Alexandria

:: Almino Afonso

:: Apodi

:: Areia Branca

:: Assú

:: Caraúbas

:: Macau

:: Patu

:: Pau dos Ferros

:: São Miguel

:: Umarizal

O JORNAL

:: Assinatura

:: Expediente

:: Histórico

:: Painel do Leitor

TEMPO

 

COTAÇÕES

 

 

 

Serra do Mel completa 22 anos de emancipação

 

O município de Serra do Mel, localizado no Oeste potiguar, completa hoje 22 anos de emancipação política. As comemorações começam às 7h30, deste mesmo dia, com um cortejo cultural, seguido, às 15h, por uma sessão solene na Câmara Municipal, quando haverá posse dos novos diretores escolares. Às 17h, haverá a entrega da Biblioteca, na Unidade Mista Dr. Sílvio Romero, da Praça das Crianças Vingt Rosdado Neto e do Terminal Rodoviário Render Júnior da Silva.  

No dia 13 de maio de 1988, de acordo com a Lei n° 803, Serra do Mel conseguiu sua autonomia política, teve suas terras desmembradas de Assú, Areia Branca, Carnaubais e Mossoró e tornou-se um novo município do Rio Grande do Norte.

Serra do Mel é um modelo de cidade cooperativista idealizado pelo então governador do Estado, Cortez Pereira, na década de 1970. O município de Serra do Mel está dividido em vilas comunitárias de produção, sendo 23 núcleos habitacionais (22 vilas rurais e 1 vila central) que receberam, cada uma, o nome de um Estado Brasileiro.

A ideia de promover a reforma agrária em sistema de cooperativismo deu certo. Hoje a cidade é modelo para o estado. Sua força econômica vem da produção e exportação da castanha de caju e do mel silvestre produzido pelas abelhas que tem em abundância na região. 

 

Copyright,© 2000-2006 - Editora de Jornais Ltda - Todos os direitos reservados
Site melhor visualizado em 800x600