Repetindo o que escrevi antes da partida contra o América: "Desesperar jamais. Afinal de contas, não tem cabimento entregar o jogo no primeiro tempo". E tem mais, confiar e acreditar sempre. Este é o nosso recado para jogadores e torcedores do Baraúnas que têm pela frente hoje um adversário de renome nacional e internacional, o Vasco da Gama. Mas, como no futebol o bicho da diferença hoje não é mais tão feio, vamos sim crer que o Baraúnas, sempre apresentado por aqueles que aqui vieram, como ilustre desconhecido e azarão, possa mais uma vez fazer a alegria do futebol do Rio Grande do Norte. Assim como aconteceu diante de mineiros e baianos.

COMPORTAMENTO

Ainda repercute as cenas de selvageria praticadas por torcedores italianos no jogo Milan e Inter. Certamente se fosse no Brasil algum babaca estaria falando em país de terceiro mundo. De quebra ainda tivemos o brasileiro Dida como vítima dos fogos atirados no campo.

BOATO

A indústria do boato tem trabalhado muito nas últimas horas. Ontem à noite eles espalharam que Romário havia chegado ao lado de Eurico Miranda de jatinho em Mossoró. Daqui a pouco alguém vai enxergar Roberto Dinamite em algum ponto da cidade.

DESFALQUES

O Baraúnas perde muito com a saída de Pedrosa e de Agnaldo. Taticamente o time perde muito com a ausência de Agnaldo, sempre um elemento surpresa não só pela lateral, como também suas investidas pela diagonal, já que no início da carreira ele atuava pelo meio.

ALTERNATIVA

Com o fim dos ingressos, só resta a carga extra de dois mil nas bilheterias, uma alternativa seria mostrar o jogo em canal aberto. O público ficaria em casa e evitaria grande concentração na parte externa do estádio. Outra saída seria a distribuição de telões pela cidade já que haverá transmissão em canal fechado. Podemos ter problemas no Nogueirão quando uma multidão não puder entrar.

NO SUFOCO

Depois de fazer 4 a 1, o Potiguar quase deu uma de Fluminense no Machadão contra o Alecrim. O time "Periquito" engrossou o caldo e o placar final fechou em 4 a 3. Valeu a vitória, mas existiram muitos erros.

No final, o treinador Júnior Xavier chegou a dizer que quem não quiser jogar peça para sair. A revolta foi pelos gols do Alecrim que aconteceram nas falhas do Potiguar.

AUDIÊNCIA

Ontem, uma delegação de tricolores foi a Natal para uma audiência com a governadora Wilma de Faria. Na pauta uma ajuda do governo para o Baraúnas. Como estava na delegação o presidente da LDM, Pedro Teodoro, espera-se que ele também tenha falado pelo outro filiado da Liga, o Potiguar, que disputou três competições este ano, ainda estando em duas. Pelo menos é este o sonho dos que fazem o alvirrubro.

O torcedor não perde a oportunidade da gozação. Durante o treino do Vasco, não sei por que, chamaram Joel Santana para tomar uma latinha.

CANINDEZINHO fez três e é candidato a artilheiro na Copa RN.

 

SÉRGIO OLIVEIRA

E-MAIL: soliveira@omossoroense.com.br

 

 .::HOME::.

 

  

 

 

 

 

 

 

    

 

 

 

 

 

 

 

 

 

EDITORIAS

Cotidiano

Economia

Esporte

Polícia

Política

Regional

Universo

OPINIÃO

Carol Fernandes

Cid Augusto

ClickVip

Editorial

Emery Costa

Giro pelo Estado

Laíre Rosado

Notas da Redação

Paulo Pinto

Pedro Carlos

Sérgio Oliveira

COLUNAS TEMÁTICAS

Direito em Pauta

Comentário Econômico

Nossa História

CIDADES

Alexandria

Areia Branca

Almino Afonso

Assu

Caraúbas

Macau

Médio Oeste

Patu

Pau dos Ferros

São Miguel

Umarizal

Vale do Apodi

SUPLEMENTOS

Empresa

Escola

Mais TV

ESPECIAIS

Chacina Prefeito

Barragem Santa Cruz

Vingt Neto

O JORNAL

Assinatura

Expediente

Histórico

Painel do Leitor

SERVIÇOS

102 ON-LINE

BANCO DO BRASIL

CAERN

CAIXA ECONÔMICA

COL. MOSSOROENSE

CORREIOS - CEP

COSERN

DETRAN

DICIONÁRIO ON-LINE

ESAM

FOLHA DIRIGIDA

GOVERNO DO ESTADO

HORÓSCOPO

IDEC

INDICADORES

RECEITA FEDERAL

TÁBUA DE MARÉS

TELEMAR

TRADUTOR ON-LINE

UERN

UFRN

EDIÇÕES ANTERIORES

 

 

 

 

 

 

 

ENQUETE

Quem tem a maior parcela de culpa pelo atraso na realização do vestibular?
Uern
Governo do Estado
Votar
resultado parcial...

 

 

 

 

 

 

Mossoró-RN, de 2005