Editorias

Política
Esporte
Economia

Polícia

   Cadernos

Cotidiano
Regional
Universo
Mais TV

   Colunas

Laíre Rosado

Emery Costa

Cid Augusto
Márcio Costa
Emerson Linhares
Neto Queiroz
Antônio Rosado
Sérgio Oliveira
Sérgio Chaves
Gomes Filho

  Temáticas

Mundo Digital
Economia
Nossa História
Direito em Pauta
Viver Bem
Cinema em Foco

   Cidades

Apodi
Assu
Caraúbas
Macau
Pau dos Ferros
Região Salineira

  Seções

Editorial
Charge
O Jornal
Assinatura
Expediente
Painel do Leitor
Edições Anteriores
 
 
 
 
 
 
 





 

Augusto Bonequeiro: do Ceará para o mundo

O Centro Cultural da Pró-Reitoria de Extensão da UERN – Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, apresenta hoje, dentro da programação do Projeto Outras Falas, o espetáculo de bonecos "O Soldadinho Perneta", o último de uma série de três espetáculos que teve início na última sexta-feira com "Mau Pensamento" e "A Mágia da Bruxa", encenado ontem.

Os espetáculos são uma criação do artista pernambucano radicado no Ceará, Augusto Bonequeiro, juntamente com a atriz Ângela Escudeiro, além da participação do ator Renato Severo, que desenvolverem outros projetos, fazem parte da equipe de Augusto Bonequeiro.

O "Mau Pensamento", encenado ontem, é a representação mais fiel da tradição no folclore do teatro de mamulengos nordestino, que o próprio Augusto Bonequeiro garante buscar na literatura de cordel grande pare da sua inspiração. A interação com o público infantil, através de fatos do cotidiano, desperta para o lado pedagógico. "Diante de certas decisões, a mente das crianças é tomada de pensamentos que divergem do comportamento padrão, tão necessário aos seu processo de educação, dentro da nossa sociedade", explicou.

"A Mágica da Bruxa", título do espetáculo de ontem, conta a história de dois amigos que aguardam a chegada de uma amiga de infância que vem visitá-los. Para a surpresa dos garotos, representados sob forma de bonecos, uma bruxa malvada se transforma na amiga que eles estavam esperando. Daí em diante a história toma vários contornos até chegar a um previsível final feliz.

Hoje, entra em cena o último espetáculo, "O Soldadinho Perneta", uma adaptação da história do Soldadinho de Chumbo, de domínio público, adaptada pela atriz Ângela Escudeiro, que há 12 anos faz trabalhos junto com Augusto Bonequeiro e tem na bagagem prêmios no Brasil e no exterior.

Pedrinho, o protagonista da peça, ganha um soldadinho de chumbo com a perna quebrada, e passa a desprezá-lo. O triste e solitário soldadinho inicia uma peregrinação sofredora.

Porém, no meio do caminho, o soldadinho perneta conhece outro brinquendo, uma bailarina, por quem se apaixona perdidamente.

Segundo Ângela Escudeiro, responsável pelos textos e a direção, a adaptação da história para o teatro de bonecos exigiu muita concentração por parte da equipe, já que a versão original tem um desfecho trágico, o que não seria indicado para crianças. "O final dessa historia é muito trágico, por isso optei por contar uma historia romântica, onde, apesar das dificuldades, o final é bem feliz e poético", brincou. Ângela ressaltou ainda que a peça do "Soldadinho Perneta" tem a preocupação de passar uma mensagem de otimismo e coragem aos portadores de deficiência física, que muitas vezes são discriminados. E, aos brinquedos quebrados, uma sugestão de economia, pois podem ser perfeitamente consertados.

O espetáculo começa às 17h, no auditório Vingt-un Rosado, na Facem. Os organizadores recomendam o espetáculo para crianças de até dez anos de idade.

ADULTOS – Para o público adulto, Augusto Bonequeiro preparou para hoje o último espetáculo da versão que ele define como também recomendado para os adultos, devido o teor picante das suas brincadeiras.

O espetáculo em cartaz se chama "Em Matéria de Tã" e "Coisa Tudo Mais é Benedito", um título estranho, mas que, nas palavras do autor, faz o público bolar de rir. Augusto Bonequeiro explicou que esses espetáculos diferenciam do que ele costuma apresentar para o público adulto, porque tem menos fuleragem, bem característico do humor cearense.

"Apesar de tudo, uma criança de 13 anos sabe mais putaria do que nós mesmos. Se o pai autorizar, eles podem assistir ao espetáculo também", brincou.

Bonequeiro já se apresentou em vários países

O pedagogo Augusto Bonequeiro vem dedicando 25 dos seus 50 anos ao trabalho com mamulengos. Em visita a O Mossoroense, Bonequeiro explicou que a príncipio a idéia era utilizar-se dos bonecos em trabalhos pedagógicos com crianças. "Como eu era professor de educação artística, eu usei os bonecos como instrumento de trabalho orientando as crianças a confeccionarem seus próprios bonecos", detalhou.

Três anos depois, a veia artística falou mais alto e Augusto Bonequeiro abandonou a sala de aula para se dedicar profissionalmente aos seus espetáculos de bonecos, que ele garante ser a sua única fonte de renda. "Eu vivo em função dos bonecos, tanto que hoje o meu nome é Augusto Bonequeiro porque ninguém me conhece pelo meu nome de batismo", explicou.

E foi justamente com os mamulengos que Augusto teve oportunidade de conhecer praticamente todas capitais do Brasil, além de participações em festivais de teatro na Espanha, Portugal, Itália e México.

O reconhecimento do trabalho rendeu a Augusto participação em vários programas em nível de Brasil. Além de estrelar dois programas, um na TV Jangadeiro, do Ceará, que se constitui em enorme sucesso, tanto que o programa já está ha oito anos no ar, além de outro na TV Paraíba, de João Pessoa.

FICHA TÉCNICA

Espetáculos Infantis

O Soldadinho Perneta

Texto e direção: Ângela Escudeiro
Manipulação: Ângela Escudeiro
Participação Especial: Renato Severo
Local: Teatro Vingt-un Rosado, na Facem
Horário: 17h

A Mágica da Bruxa

Texto: Ângela Escudeiro e Augusto Bonequeiro
Direção: Augusto Bonequeiro
Manipulação: Ângela Escudeiro
Augusto Bonequeiro

“Em Matéria de Tã” e “Coisa Tudo Mais é Benedito”
Texto e Manipulação: Augusto Bonequeiro
Ângela Escudeiro
Local: Auditório Vingt-un Rosado, na Facem
Horário: 20h