EDITORIAS

:: Cotidiano

:: Economia

:: Esporte

:: Polícia

:: Política

:: Regional

:: Universo

OPINIÃO

:: Editorial

:: Notas da Redação

:: Laíre Rosado

:: Emery Costa

:: Pedro Carlos

:: Cid Augusto

:: Giro pelo Estado

:: Sérgio Oliveira

:: De Olho na Mídia

SOCIAIS

:: Paulo Pinto

:: Carol Fernandes

:: Clickvip

SOCIAL-CIDADES

:: A notícia é

:: Alexandria

:: Almino Afonso

:: Apodi

:: Areia Branca

:: Caraúbas

:: Macau

:: Patu

:: Pau dos Ferros

:: São Miguel

:: Umarizal

O JORNAL

:: Assinatura

:: Expediente

:: Histórico

:: Painel do Leitor

 

 

PFL decide escolher vice no fim de maio

 

O blog do jornalista Josias de Souza informou ontem que a  Executiva Nacional do PFL decidiu que só decidirá o nome do candidato a vice-presidente da  República na chapa encabeçada por Geraldo Alckmin (PSDB) no próximo dia 24 de maio próximo.

Disputam a vaga os senadores José Agripino (PFL-RN) e José Jorge  (PFL-PE). O presidente nacional da sigla, senador Jorge Bornhausen  (SC), diz estar fora do processo, mas seu nome é recorrentemente  apontado como uma possível saída.

A indecisão do PFL é devido a incerteza sobre o cenário político, já há até quem aposte em Brasília que a aliança entre PFL e PSDB possa perder fôlego e não se concretizar já que os pefelistas preferem esperar um pouco mais para saber a resposta de três perguntas: 1) se a candidatura de Geraldo Alckmin  vai decolar; 2) se o PMDB terá candidato próprio a presidente e,  finalmente, 3) como ficarão as possíveis alianças para as disputas de  governos estaduais.

Segundo o comentário de Josias, “caso o PFL realmente acabe optando por indicar um vice para Alckmin, o  PFL deverá estabelecer um critério objetivo de escolha. Se Agripino e  José Jorge permanecerem postulando a vaga, o partido certamente rachará”.

Esse assunto tem influência direta nas eleições do Rio Grande do Norte, já que a aliança entre os antes tradicionais adversários PFL e PMDB depende das articulações em torno da candidatura de José Agripino a vice-presidente. Em recente reunião o senador pefelista afirmou a integrantes do grupo liderado pelo pré-candidato ao governo do Estado, senador Garibaldi Alves (PMDB), que caso não seja escolhido para vice disputará o cargo, fazendo com que a realização de um segundo turno este ano seja mais real porque a disputa não ficaria polarizada em dois nomes como o da governadora Wilma de Faria (PSB) e o do senador peemedebista.

 

 

Copyright,© 2000-2006 - Editora de Jornais Ltda - Todos os direitos reservados
Site melhor visualizado em 800x600

contador, formmail cgi, recursos de e-mail gratis para web site