Klever Kolberg e Equipe Valtra no Facebook Klever Kolberg e Equipe Valtra no Twitter
Klever Kolberg e Equipe Valtra no You Tube Klever Kolberg e Equipe Valtra no Flickr
Notícias
Ação ambiental do Sertões acontece pelo 11º ano seguido por Assessoria de Imprensa - (ação ambiental do Sertões acontece pelo 11º ano se)
10/08/2012


Há onze anos a equipe trabalha para diminuir o impacto ambiental da competição
Foto: Divulgação


Trabalho de limpeza e conscientização realizado pelo grupo "Os Canastras" surte resultados positivos a cada edição; quantidade de material recolhido caiu mais de 50% nos últimos anos.

O Rally dos Sertões começa dentro de dez dias, com largada em São Luís (MA) e chegada em Fortaleza (CE). Serão 4.840 quilômetros pelas regiões Norte e Nordeste do país e 220 competidores inscritos nas categorias Carros, Caminhões, Motos, Quadriciclos e UTVs. Com uma caravana que deslocará mais de 1.700 pessoas pelas onze cidades que receberão a competição, um complexo trabalho é realizado há onze anos para diminuir o impacto ambiental da prova pelos locais onde passa.

Esta função cabe ao grupo "Os Canastras", coordenado por Carlos Roberto de Andrade, o Carlão. A ação ambiental do Rally dos Sertões foi premiada em 2007 pela ULM (União Latinoamericana de Motociclismo) e em 2009 pela FIM (Federação Internacional de Motociclismo) pelo serviço realizado no evento. "É um trabalho operacionalmente consolidado, porque também investimos muito na conscientização de todo o staff do rali", destaca.

Ano passado foram distribuídos mil cinzeiros ecológicos, quatro mil sacos de 100 litros para recolhimento de resíduos e duas mil sacolas de pano para os veículos. Além disso, integrantes do grupo se reúnem com os competidores para falar sobre a importância do descarte correto de resíduos.

"A média anual de recolhimento nas trilhas caiu bastante graças ao trabalho de conscientização. Antigamente recolhíamos muita coisa entre largada e chegada. Nas trilhas é normal, porque há acidentes, quebras... Mas em anos anteriores chegamos a recolher até duas toneladas. Isso caiu bastante. Ano passado recolhemos 900 quilos", destaca Carlão.

Em 2011, segundo o diretor dos Canastras, foram coletados 678 quilos de resíduos como pneus, partes de fibra de vidro, ferro, alumínio, além de papel e plástico nas trilhas; 25 litros de óleo (por meio de um sistema de absorção), e 11 toneladas de lixo nos 11 acampamentos.

Boa parte do material retirado da trilha pode ser reaproveitado, e ele é entregue às equipes. Ano passado foram seis laterais de carros, quatro rodas, um macaco de caminhão, um rádio, um cabo e várias partes em fibra, alumínio e plástico.

A bordo de uma caminhonete com tração 4x4, o grupo usa equipamentos de navegação por satélite e o rádio comunicador, já que as equipes têm a responsabilidade de avisar aos Canastras sobre peças que se soltam dos veículos. Um dos quatro integrantes fica encarregado de cuidar da limpeza dos acampamentos.



Itens relacionados:
»08/08/2012 A integra da entrevista de Klever para o site Grande Prêmio e Revista Warm Up
»30/07/2012 Rally Desafio Litoral – Vitória de Despres e Terranova
»27/07/2012 Rally Desafio Litoral – 4ª etapa
»26/07/2012 Rally Desafio Litoral – Clima força o cancelamento da 3ª etapa
»25/07/2012 Rally Desafio Litoral – 2ª etapa
»16/07/2012 Peterhansel no Rally dos Sertões 2012
»12/07/2012 Silk Way Rally 2012 – Final
»10/07/2012 Silk Way Rally 2012 – 4ª etapa
voltar para a página anterior | topo desta página | home do site

Klever Kolberg e Equipe Valtra no Facebook Klever Kolberg e Equipe Valtra no Twitter Klever Kolberg e Equipe Valtra no You Tube Klever Kolberg e Equipe Valtra no Flickr
www.parisdakar.com.br