Klever Kolberg e Equipe Valtra no Facebook Klever Kolberg e Equipe Valtra no Twitter
Klever Kolberg e Equipe Valtra no You Tube Klever Kolberg e Equipe Valtra no Flickr
Notícias
Coluna de Klever Kolberg - O melhor equipamento de segurança por Assessoria de Imprensa - (imprensa@parisdakar.com.br)
28/07/2013


T Rex Mobil MEM Motorsport
Foto: Divulgação - Cleber Bernuci


O melhor equipamento de segurança

Eu tenho uma opinião de que o rali é a modalidade mais perigosa entre esportes a motor. Ele é de velocidade, num percurso desconhecido, passando por trechos sem áreas de escape ou barreiras de proteção, a equipe médica tem de cobrir uma volta de até 800 km diários, e são vários dias de prova provocando a fadiga que é inimiga da atenção e dos reflexos. Para completar competem juntos carros, motos, caminhões, quadriciclos e UTVs.

No caso da versão africana do Dakar ainda havia um adicional: os terroristas, o que inclusive provocou o cancelamento da prova em 2008 e sua mudança de cenário da prova para a América do Sul.

Mas os competidores e organizadores não são aventureiros. Eles estão mitigando os riscos e privilegiando a segurança. A organização destaca os pontos críticos do percurso nas planilhas e briefings. Uma equipe médica monitora e sobrevoa a prova em helicópteros, dando apoio à estrutura de segurança terrestre.

Todos os veículos têm rastreadores instalados, que ajudam a localização e funcionam como um radar virtual nas zonas de controle de velocidade (áreas com população local, agrícolas ou de preservação).

O regulamento estabelece a utilização de uma série de equipamentos de segurança como gaiolas de aço, bancos e cintos especiais, sistemas de combate a chamas, protetores cervicais, macacões, luvas, botas e sapatilhas que protegem contra o fogo, além do tradicional capacete.

Hoje tudo isso é diariamente vistoriado porque no passado distante, quando o automobilismo brasileiro ainda era extremamente amador, muitos competidores fugiam com o carro da mãe na calada da noite, instalavam ‘gaiolas’ em que no lugar dos tubos de aço eram colocados tubos de PVC.

Ainda bem que o principal equipamento de segurança já vem instalado, não custa nada e está sempre em dia. Deus é grande e sempre está protegendo a todos.



Itens relacionados:
»27/07/2013 Sertões: Kolberg/França leva carro movido a cana-de-açúcar ao segundo lugar
»27/07/2013 Sertões: organização corrige resultado e muda vencedores no Campeonato Brasileiro
»27/07/2013 Terceira Etapa - Rally dos Sertões - 27/08
»26/07/2013 Sertões: GPS trai Kolberg e França na segunda etapa
»26/07/2013 Segunda Etapa - Rally dos Sertões - 26/08
»26/07/2013 "Foi melhor do que a encomenda", diz Kolberg, segundo no superprime dos Sertões
»26/07/2013 Coluna de Klever Kolberg - No Sertões as estrelas brilham durante o dia
»25/07/2013 Sertões: "mens sana in corpore sano"
voltar para a página anterior | topo desta página | home do site

Klever Kolberg e Equipe Valtra no Facebook Klever Kolberg e Equipe Valtra no Twitter Klever Kolberg e Equipe Valtra no You Tube Klever Kolberg e Equipe Valtra no Flickr
www.parisdakar.com.br