Klever Kolberg e Equipe Valtra no Facebook Klever Kolberg e Equipe Valtra no Twitter
Klever Kolberg e Equipe Valtra no You Tube Klever Kolberg e Equipe Valtra no Flickr
Notícias
Rally Dakar 2019 - 9ª etapa: Muitas surpresas na penúltima etapa por Assessoria de Imprensa - (imprensa@parisdakar.com.br)
17/01/2019


Sam Sunderland (KTM 450 Rally)
Foto: Divulgação - Marcelo Maragni



Nani Roma / Alex Haro Bravo (Mini ALL4 Racing)
Foto: Divulgação - DPPI



Gerard Farres Guell / Daniel Oliveras (Can-Am Maveric X3)
Foto: Divulgação - Antonin Vincent DPPI


A 9ª e penúltima etapa do Rally Dakar 2019 foi realizada nesta quarta-feira (16/01). Os competidores percorreram um laço, partindo e retornando a Pisco com 409 quilômetros a serem percorridos, sendo 96 quilômetros de deslocamentos e o trecho cronometrado com 313 quilômetros com um pequeno intervalo no meio.

Após oito etapas muito duras, a organização não deu refresco. O menu do dia oferecia novamente muitas dunas, areia e navegação desafiadora, exigindo muito dos competidores e provocando algumas mudanças e abandonos de favoritos ao título.

A primeira surpresa aconteceu na noite anterior. O britânico Sam Sunderland (KTM 450 Rally), vencedor da prova em 2017, ocupava a quarta colocação na classificação acumulada. Porém ele recebeu uma penalização de 60 minutos por ter atrasado sua largada na oitava etapa, devido a problemas no equipamento de navegação e monitoramento por satélite Iritrack. A organização alegou que ele havia provocado a pane propositalmente, justamente para não ser o piloto a abrir a pista, já que havia vencido a etapa anterior. A polêmica ficou no ar, mas a organização não aceitou as explicações do piloto e da equipe KTM. Sendo assim, um dos favoritos estava fora da luta pelo título.

Como a largada foi em “ondas”, com as motos largando em grupos de 10 em 10, os restantes quatro melhores classificados, o australiano Toby Price (KTM 450 Rally), o chileno Pablo Quintanilla (Husqvarna FR 450 Rally), o austríaco Matthias Walkner (KTM 450 Rally) e o francês Adrien Van Beveren (Yamaha WR 450 F) partiram juntos numa prova de marcação homem a homem.

Quando faltavam apenas 20 quilômetros para o final da especial, o francês ficou a pé devido à quebra do motor de sua Yamaha. Outro favorito fora da disputa.

Quintanilla foi o terceiro na etapa, mas com Walkner e Price na sua sombra, apenas um segundo de diferença, mantendo a classificação inalterada e fazendo crescer a expectativa pela última etapa, que ligará Pisco a Lima nesta quinta-feira (17/01), com 359 quilômetros a serem percorridos, sendo apenas 112 quilômetros de trechos cronometrados.

A largada será na ordem inversa da classificação. Então Walkner, vencedor de 2018, parte na frente, para o tudo ou nada. Ele precisa eliminar os 6 minutos e 35 segundos de desvantagem para Price. Na sequência será a vez de Quintanilla, que também precisa superar o australiano que conquistou o título mundial da categoria em 2018. Então virá Price, na caça de seus dois adversários, colocando todas as suas energias para enfrentar as dores cada vez mais intensas no pulso direito, em busca do bicampeonato e do 18º título consecutivo da KTM.

A vitória da 9ª etapa ficou com o francês Michael Metge (Sherco TVS 450), seguido do boliviano Daniel Nosiglia (Honda CRF 450 Rally).

Nos quadriciclos o argentino Nicolás Cavigliasso (Yamaha YFM 700 R) manteve a liderança e larga para a última etapa com 109 minutos de vantagem sobre seu compatriota Jeremías González Ferioli (Yamaha Raptor 700).

Nos carros, após os problemas da etapa anterior e a perda de posições, dupla dos franceses Stéphane Peterhansel e David Castera (Mini John Cooper Works Buggy) partiu em busca da vitória na etapa, sonhando em recuperar posições. Andando muito forte, saltaram em uma duna e o forte impacto na aterrissagem acabou machucando as costas de Castera, que teve de ser evacuado pelo helicóptero da equipe médica. Era o fim de prova.

Como nas etapas anteriores, mostrando muita velocidade, a dupla Sébastien Loeb e Daniel Elena (Peugeot 3008DKR) era a mais rápida nos 100 quilômetros iniciais. Uma repetida quebra do semieixo traseiro resultou numa parada de quase 90 minutos. A dupla fez apenas o 18º tempo, mantendo a terceira colocação na classificação acumulada, mas se distanciando dos dois primeiros.

Com os problemas da dupla nove vezes campeã do WRC, a dupla dos franceses Cyril Despres e Jean-Paul Cottret (Mini John Cooper Works Buggy) passou a liderar a etapa, porém num ponto onde vários competidores estavam circulando para encontrar um waypoint, para evitar um acidente, desceram uma duna e o carro ficou de lado. Eles também perderam um precioso tempo, finalizando o dia na nona colocação e mantendo a quinta posição na geral.

Largando com 46 minutos de vantagem sobre o adversário mais próximo, a dupla Nasser Al-Attiyah e Matthieu Baumel (Toyota Hilux V8) largou com a estratégia de não correr riscos desnecessários. Sem saber dos problemas dos outros concorrentes, com muita consistência e escoltados por seus companheiros de equipe, dupla do sul-africano Giniel de Villiers e o alemão Dirk Von Zitzewitz, Nasser e Matthieu venceram a etapa, ampliando sua vantagem para a dupla vice-líder do rally, dos espanhóis Nani Roma/Alex Haro Bravo (Mini ALL4 Racing).

Também mantendo uma excelente regularidade, os espanhóis ficaram com o segundo melhor tempo, mesmo parando para a troca de um pneu.

Entre os UTVs a dupla dos brasileiros Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin (Can-Am Maveric X3) conseguiu recuperar uma posição na classificação acumulada. Eles foram os mais rápidos na etapa e subiram para o pódio, ocupando a terceira posição na classificação acumulada.

Após quatro vitórias seguidas, os líderes da categoria, os chilenos Francisco Lopez Contardo e Alvaro J.L. Quintanilla (Can-Am Maveric X3) começaram a ser mais cautelosos. Com uma vantagem de quase 60 minutos sobre os vice-líderes, os espanhóis Gerard Farres Guell e Daniel Oliveras (Can-Am Maveric X3), os chilenos fizeram o terceiro melhor tempo, mantendo a liderança e a boa margem de segurança sobre os espanhóis que ficaram na segunda colocação da etapa.

A dupla Cristian Baumgart e Beco Andreotti (Can-Am Maveric X3) vinha de um excelente resultado no dia anterior. Animada, a dupla queria uma primeira vitória de etapa, mas um forte choque na queda em uma vala provocou a quebra da barra de direção. A troca da peça e outros pequenos imprevistos foram um balde de água fria nos planos da dupla que foi a 16ª melhor classificada no dia, caindo para a nona colocação na geral.

Seus companheiros de equipe tiveram um dia mais positivo. Mesmo com problemas nos pneus, a dupla Marcos Baumgart e Kleber Cincea fez o sétimo tempo na etapa, mantendo a sexta colocação na acumulada.

A dupla do navegador brasileiro Lourival Roldan com o português Miguel Jordão (Can-Am Maveric X3) perdeu muito tempo para encontrar um waypoint, ajudou outros competidores e concluiu a etapa na 10ª colocação, mantendo a oitava colocação na acumulada.

A notícia triste ficou por conta da Bruno Varela e Maykel Justo (Can-Am Maveric X3). Com o motor quebrado quando faltavam poucos quilômetros, mas num local onde foi impossível a chegada do caminhão de assistência para fazer um reboque, a dupla foi forçada a abandonar a prova.

Na categoria Caminhões o russo Eduard Nikolaev (Kamaz) retomou a liderança superando seu companheiro de equipe e compatriota Dmitry Sotnikov.



Itens relacionados:
»16/01/2019 Rally Dakar 2019 - 8ª etapa: Revés para os líderes das motos, UTVs e caminhões
»15/01/2019 Rally Dakar 2019 - 7ª etapa: Dupla Varela e Gugelmin retoma liderança nos UTVs
»14/01/2019 Rally Dakar 2019 - 6ª etapa: Solidariedade para enfrentar as grandes dificuldades
»12/01/2019 Rally Dakar 2019 - 5ª etapa: Final da maratona e dia de descanso
»11/01/2019 Rally Dakar 2019 - 4ª etapa: Dificuldades de uma longa maratona
»10/01/2019 Rally Dakar 2019 - 3ª etapa: Dia dramático com mudança de líder em três categorias
»08/01/2019 Rally Dakar 2019 - 2ª etapa: brasileiros mantém a liderança da categoria UTV
»08/01/2019 Rally Dakar 2019 – 1ª etapa com vitória brasileira na categoria UTV
voltar para a página anterior | topo desta página | home do site

Klever Kolberg e Equipe Valtra no Facebook Klever Kolberg e Equipe Valtra no Twitter Klever Kolberg e Equipe Valtra no You Tube Klever Kolberg e Equipe Valtra no Flickr
www.parisdakar.com.br