Klever Kolberg e Equipe Valtra no Facebook Klever Kolberg e Equipe Valtra no Twitter
Klever Kolberg e Equipe Valtra no You Tube Klever Kolberg e Equipe Valtra no Flickr
Klever Kolberg no Rally dos Sertões 2013 com nova iniciativa pioneira
Depois de levar o etanol ao Rally Dakar, Klever Kolberg pilotará o protótipo T-Rex da equipe Mobil MEM Motorsport, o primeiro veículo do mundo a competir utilizando diesel de cana-de-açúcar, tecnologia sustentável desenvolvida pela Amyris com produção 100% nacional

Com o histórico de ser um dos dois primeiros brasileiros a desbravar o então desconhecido Rally Paris-Dakar, em 1988, e com 23 participações na mais difícil competição off-road do mundo, na qual também foi pioneiro com um veículo movido a etanol de cana-de-açúcar, o piloto Klever Kolberg novamente demonstra o seu espírito pioneiro e se lança em um projeto extremamente inovador no esporte a motor mundial.

Comemorando a marca de 28 anos em competições off-road com um retorno às corridas nacionais, Kolberg disputará o Rally dos Sertões 2013 pilotando um carro movido a diesel produzido a partir da de cana-de-açúcar do Brasil, produto que reduz em até 82% as emissões de gases do efeito estufa em comparação ao diesel S-10, mantendo a mesma eficiência e com zero de enxofre em sua composição, reduzindo a emissão de materiais particulados.

Klever terá como navegador seu tradicional parceiro Flavio Marinho de França, reeditando a dupla de sucesso que rendeu em 2010 e 2011 o bicampeonato na categoria Pro Etanol no Rally dos Sertões.

A 21ª edição do Rally dos Sertões tem como pontos de partida e chegada à cidade de Goiânia (GO), começa no dia 25 de julho e percorrerá 4.115 quilômetros no coração do Brasil até o dia 3 de agosto.

Equipe Rally dos Sertões 2013


Valtra Dakar Eco Team no Rally dos Sertões 2011
Dando continuidade ao projeto que inaugurou a categoria para combustíveis limpos no Rally Dakar, e mantendo seu envolvimento com o tema da sustentabilidade no automobilismo, competindo com Etanol, o próximo desafio de Klever Kolberg será o Rally dos Sertões 2011, prova onde ele já é bicampeão e em 2010 tornou-se o primeiro campeão da categoria Etanol

O Rally dos Sertões 2011 acontecerá de 09 a 19 de agosto. Nele Klever estará ao lado do navegador Flavio Marinho de França, pilotando um Protótipo Etanol by ProMacchina, recebendo apoio mecânico também do pessoal da ProMacchina.

A Valtra Dakar Eco Team estará competindo na categoria Etanol.

O Valtra Dakar Eco Team é patrocinado pela Valtra, e apoiado por Banco Fator, Borrachas Vipal, Veolia Water, Artfix, Artmix, Arycom, Dakar Inovação, ECO/VAZ, ECPA e Sparco.

Equipe Valtra Dakar Eco Team


Equipe Valtra Dakar Eco Team no Rally dos Sertões 2010
Valtra Dakar Eco Team no Rally dos Sertões 2010

Dando continuidade ao projeto que inaugurou a categoria para combustíveis limpos no Rally Dakar, e mantendo seu envolvimento com o tema da sustentabilidade no automobilismo, competindo com Etanol, o próximo desafio de Klever Kolberg será o Rally dos Sertões, prova onde ele já é bicampeão.

O Rally dos Sertões acontecerá de 10 a 21 de agosto. Nele Klever estará ao lado do navegador Flavio Marinho de França, pilotando um Protótipo Etanol by ProMacchina, recebendo apoio mecânico também do pessoal da ProMacchina.

A Valtra Dakar Eco Team estará competindo na categoria Etanol.

Valtra Dakar Eco Team é patrocinado por Valtra, BASF, Cosan e Mobil Super Flex, com apoio da , Artfix, Sparco, Arycom, TRC Telecom / Motorola e Unica.

Equipe Valtra Dakar Eco Team

Valtra Dakar Eco Team no Rally Dakar 2010
A bordo do Mitsubishi Pajero Sport Flex, Klever Kolberg e Giovanni Godoi estiveram no comando da maior demonstração de tecnologia sustentável e 100% nacional já vista na competição

Com o histórico de ser um dos dois primeiros brasileiros a desbravar o então desconhecido Paris-Dakar, em 1988, e com 22 participações no rally que se tornou a mais cultuada competição off-road do mundo, o piloto Klever Kolberg, novamente, coloca à prova o seu espírito pioneiro e se lança em um projeto totalmente inédito.

Ao lado do navegador Giovanni Godoi, Kolberg alinhou o primeiro veículo movido a etanol de cana-de-açúcar brasileiro na história do Rally Dakar, disputado desde 1979.

A 32ª edição a prova - que pela segunda vez consecutiva foi realizada na América do Sul – teve a largada no dia 1º de janeiro, em Buenos Aires, na Argentina, atravessará a Cordilheira dos Andes e o Deserto do Atacama, no Chile, até retornar, nove mil quilômetros depois, à capital portenha, no dia 17.

Após mais de duas décadas acelerando motos ou automóveis no Dakar e em outras competições nacionais tão exigentes quanto - como o Rally dos Sertões -, Kolberg já considerava a idéia de pendurar o capacete, passando a se dedicar à prestação de serviços para outras equipes. Entretanto, levar o etanol brasileiro para a mais desafiadora competição fora de estrada do planeta, felizmente, o fez adiar a aposentadoria. E há cerca de dois anos, o piloto, cujo nome se tornou sinônimo de rally no Brasil, vem trabalhando com este objetivo.

Equipe Valtra Dakar Eco Team no Dakar 2010

E, finalmente, a oportunidade se materializou. Com a criação, neste ano, da categoria Experimental, voltada a veículos movidos por fontes de energia alternativas ao petróleo - combustíveis verdes como etanol, nitrogênio e eletricidade, entre outros -, as trilhas do Rally Dakar se abriram ao combustível brasileiro.

"É o maior envio de tecnologia do Brasil para o Dakar", afirma Kolberg. "Afinal, o combustível é 100% nacional, o carro é feito aqui, o sistema flex foi desenvolvido e fabricado no País, os pneus são produzidos aqui e toda a preparação do carro foi feita em nossa oficina", empolga-se o piloto-empreendendor.

Segundo ele, o conceito do Valtra Dakar Eco Team ainda pretende transferir o foco da competitividade para a sustentabilidade, provocando as pessoas para que reflitam sobre o que elas estão fazendo pelo meio ambiente. "Chega de adiar, está na hora de cada um fazer a sua parte. O planeta agradece", afirma.

Logística complexa
O Dakar 2010 será composto por 15 etapas, e as especiais (que são os trechos cronometrados ao longo do percurso do Rally) terão até 600 km de extensão. Durante as especiais, apenas as motos e os quadriciclos podem ser reabastecidos, já que seus reservatórios de combustível são menores. Para os carros e caminhões, só poderá ser feito ao final de cada etapa.

O Valtra Dakar Eco Team vai dividir a estrutura de suporte na competição com outras duas equipes brasileiras. Além de Klever e Giovanni, o time será composto por dez pessoas entre engenheiros e mecânicos, dois carros de apoio - sendo duas picape Mitsubishi L200 Savana - e dois caminhões, um para ferramentas e peças de reposição, e outro para o etanol.

Segundo Klever, o custo para a participação do Valtra Dakar Eco Team será o dobro do que seria necessário se a equipe utilizasse gasolina ou diesel. Porém, essa diferença não resulta do preço do combustível diretamente, mas sim da necessidade de se implementar uma logística própria para o reabastecimento com etanol, já que os combustíveis convencionais estão à disposição nos postos de abastecimento locais, e também do desenvolvimento da preparação de uma carro que pode ser adquirido nas lojas.

Dessa forma, serão enviados para o Dakar 2010 oito mil litros de etanol - metade para a Argentina e metade para o Chile. Desses, calcula-se uma reserva técnica de 800 litros para o trecho argentino e 600 para o chileno.

O etanol, idêntico ao que é comercializado nas bombas dos postos de serviços da Esso em todo o território brasileiro, sairá da usina da Cosan, em Piracicaba (SP). Acondicionado em 40 tambores de PVC, com capacidade de 200 litros, (específicos para o transporte de combustíveis), o etanol será enviado diretamente para cada país, por meio de rodovias.

Serão sete dias de viagem até a Argentina e dez para o Chile. Em cada um dos dois países, o etanol será transferido para os caminhões de suporte da equipe, os quais farão o transporte para cada dos 16 acampamentos de apoio do Dakar 2010.

Comandado por Klever Kolberg (piloto) e Giovanni Godoi (navegador) no Rally Dakar 2010, o Valtra Dakar Eco Team é patrocinado por Valtra, BASF, Mitsubishi, Cosan, Unica, Pirelli, Fremax e Magneti Marelli, e apoiado por Artfix, Sparco e Waiver.
Klever Kolberg e Equipe Valtra no Facebook Klever Kolberg e Equipe Valtra no Twitter Klever Kolberg e Equipe Valtra no You Tube Klever Kolberg e Equipe Valtra no Flickr
www.parisdakar.com.br
2001 - 2011. Todos os direitos reservados. Favus | Design For Business