Eu só quero fazer parte do backing vocals
 

Em depressão pela saída dos Mutantes, Rita pensou em terminar a carreira. Trancou-se um tempo em casa, período em que compôs muitas das músicas do trabalho que lançaria a seguir. Formou o Tutti Frutti, para uma série de apresentações no Teatro Ruth Escobar. Por sugestão da gravadora, que queria lançar Rita como estrela nacional de seu cast, o grupo passou a se chamar Rita Lee & Tutti-Frutti.

Com essa banda, lançou alguns grandes sucessos, como Ovelha negra, Agora só falta você, Esse tal de Roque Enrow, Miss Brasil 2000 e Jardins da Babilônia.

Em 1976, grávida pela primeira vez, foi presa por porte e uso de maconha. Ficou um ano em prisão domiciliar, precisando de permissões especias do juiz para sair de casa e fazer shows. Abalada e sem dinheiro, compôs com Paulo Coelho a polêmica Arrombou a festa. O compacto com essa faixa bateu recordes de venda do pop brasileiro com 200 mil cópias vendidas.

Após sua saída da prisão, foi convidada por Elis Regina para participar de um especial para a Bandeirantes, quando gravaram juntas a música Doce de pimenta, composta especialmente por Rita em homenagem à Elis. A amiga, inclusive, havia tentado visitá-la na cadeia, mas teve de voltar quando um de seus filhos não se sentiu bem naquele ambiente.

Já vivendo com Roberto de Carvalho definitivamente incorporado à banda, mãe de Roberto Lee de Carvalho e livre da prisão domiciliar, Rita sai em turnê com Gilberto Gil. Refestança foi registrado em disco, mas, segundo a própria cantora, resgatou apenas 30% da atmosfera do show.

Depois do LP Babilônia, em 1978, a banda se desfez. Seu nome foi registrado por um dos integrantes, que queria obrigar a saída de outro. Rita reformulou a banda e colocou na estrada o show Rita Lee & Cães e Gatos, nome dado devido às brigas internas durante os ensaios. Esse show deu origem a um dos primeiros álbuns piratas do Brasil, hoje, artigo de colecionador.

 
Voltar ao índice