Programação


Horário: 09h00 às 09h50 - Café e credenciamento

abertura

Horário: 09h50 às 10h20 - Organizador: Scientific American Brasil - Curador Convidado: Prof. José Eduardo Krieger e Profª Maria Aparecida Machado

MESA 1 - A revolução da medicina do século XXI

As extraordinárias perspectivas de avanço da medicina neste início de século XXI. O impacto das novas tecnologias de inteligência artificial, robótica e nanotecnologia. As possibilidades trazidas pelo medicamentos biológicos e imunobiológicos no combate ao câncer e tantas outras doenças. O uso de smartphones e gadgtes para monitoramento da saúde. Membros biônicos, órgãos artificiais e implantes neurais que tem a ficção como limite
CHARLES SOULEYMAN AL ODEH
Diretor executivo do Centro de Treinamento Edson Bueno / UHG Brasil
Tema: Uso da robótica na medicina
GUSTAVO BRAVO
Líder de vendas Watson Health/IBM
Tema: Impacto das tecnologias digitais na clínica médica
VANDERSON ROCHA
Professor titular da FMUSP e professor da Universidade de Oxford.
Tema: Fronteiras nos tratamentos com células tronco hematopoieticas
Horário: 10h20 às 11h40

MESA 2 - Os novos dilemas éticos

Possibilidades e limites no uso das novas tecnologias de edição gênica em células humanas. Os limites e orientações para o suporte a vida em pacientes terminais. Suicídio assistido, morte digna ou crime? A judicialização da medicina e a ética no Brasil .
LYGIA DA VEIGA PEREIRA
Professora titular do Instituto de Biociências da USP.
Tema: Uso de CRISPR e de células tronco na pesquisa
DOUGLAS CRISPIM
Tema: Limites para o suporte à vida
FERNANDO AITH
Livre-docente em Direito pela USP, professor titular da Fac. de Saúde Pública da USP.
Tema: Judicialização da medicina no Brasil
Horário: 11h40 às 13h00
Horário: 13h00 às 14h30 - Almoço

MESA 3 - Medicina para todos ou para poucos?

A busca de um modelo sustentável de financiamento da saúde, capaz de garantir acesso universal à nova medicina. Novas tecnologias, excesso de procedimentos, desperdício: o que, de fato, encarece os tratamentos de saúde. As doenças negligenciadas: como fomentar a pesquisa e meios de tratamento de doenças financeiramente pouco atrativas para os grandes conglomerados. O desafio de produzir novos antibióticos.
JOSÉ EDUARDO KRIEGER
Membro titular da Diretoria do InCor, professor titular da Faculdade de Medicina da USP.
Tema: As mudanças no modelo de atendimento em saúde
Flávia Rossi
Diretora médica do serviço de microbiologia do Hospital das Clínicas da FMUSP
Tema: Futuro da producão de antibióticos no Brasil
ADRIANO ANDRICOPULO
Coordenador do CEPID em biodiversidade e fármacos.
Tema: Doenças negligenciadas
Horário: 14h30 às 15h50
Horário: 15h50 às 16h20 - Cofee break

MESA 4 - A formação do médico para o século XXI

Os impactos das novas tecnologias na profissão médica. Como será o médico do futuro: habilidades, conhecimentos, relação com o paciente. A demanda por ações de prevenção. Os limites para uma especialização excessiva. As transformações nas profissões ligadas à área de saúde.
ALEXANDRE HOLTHAUSEN CAMPOS
Cardiologista, diretor Acadêmico de Ensino no Hospital Israelita Albert Einstein.
Tema: Aprendizagem médica baseada em problemas
JOSÉ SEBASTIÃO DOS SANTOS
Cirurgião gástrico, coordenador do curso de medicina da USP em Bauru.
Tema: O desafio da integração curricular com o sistema de saúde
Horário: 16h20 às 17h20

Encerramento

Horário: 17h20 às 17h30 - Organizador: Scientific American Brasil

Patrocínio:



Apoio: